[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4731: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4733: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4734: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4735: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Grimmauld Place • Exibir tópico - [CASTELO] Masmorras

[CASTELO] Masmorras

RPs antigas? Histórias que quer rever? Subfórum destinado ao arquivamento dos tópicos de jogo do RPG. Você veio ao lugar certo!

Moderador: RPG

Re: Masmorras

Mensagempor Rah ~ » 17/05/08, 12:08

Após sair de uma confusão envolvendo varios alunos no corredor, a garota decide andar um pouco pelo castelo, indo direto para as masmorras.Queria falar com Biel, mas este parecia ter desaparecido no meio da confusão.Raisa se sentia um pouco perdida no meio daquela confusão, acabara de ver o irmao gemeo de David, varias coisas haviam mudado enquanto estivera fora.Andando com passos pequenos, e com a cabeça cheia de pensamentos, ela avistou um banco de madeira e logo foi se acomodar e pensar aonde iria agora e o que faria.

"Droga...aonde Biel se metera?E Gui?Nossa esta tudo muito confuso!!"

De braços cruzados ela encarava o nada, mergulhada em seus pensamentos e perguntas, doida para sair dali, mas ao mesmo tempo não sabia se queria ir para algum lugar, então resolveu ficar, tentando achar alguma solução.
Avatar do usuário
Rah ~
Na Copa Mundial de Quadribol
Na Copa Mundial de Quadribol
 
Mensagens: 1062
Registrado em: 24/10/04, 21:24
Cash on hand: 109.00
Sexo: Feminino
Estado: RJ
Casa: Grifinória


Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 28/05/08, 21:07

Mordred adentrou as masmorras e foi direto a seu quarto, ali situado. Por incrível que parecesse ainda mantinha o quarto cedido por Raven em ordem. Caminhou levemente em direção a porta e a abriu. Adentrou o quarto, o leve cheiro de mofo, a umidade que podia ser sentida na pele e ate mesmo aquele ar mais frio faziam com que ele relaxasse. Gostava da escuridão daquele lugar, ela era atraente, exuberante e ate mesmo persuasiva. Em seus sonhos ele nunca via a luz, só se aquele maldito sonho não fosse um sonho, mas sim uma lembrança. Momentos se passaram enquanto Dred analisava o que fizera... Não demorou muito para levar Anny ate a cama mais próxima e coloca sentada ali. Passou-lhe a mão na cabeça e sorriu fracamente

-Eu errei de novo não é? Não deixei você escolher o que queria fazer... Ignorei a possibilidade de que você quisesse ficar lá com elas em vez de sair comigo. Desculpe-me Anny...

Com o mesmo sorriso fraco ele se afastou. Pensara naquilo o tempo inteiro e tinha certo fundo de razão. Era assim que um Black era: primeiro ele, depois os outros e como sempre não podia faltar sua especialidade! Magoar os outros! Essa sim era a essência de um Black... Não saber amar sem machucar, sem ferir, sem magoar. Analisando tudo o que as pessoas diziam dele, de quem ele havia sido e mesmo agora diante de tudo isso... Ele só sabia ferir. Será que realmente o que diziam da filosofia de Henry não era verdade? Um Black bom era um Black sozinho? Essas perguntas ainda eram avassaladoras para ele. Tudo era uma mistura de quem foi, quem se é e quem se será... Era hora de mudar aquele visual. Abriu a mala sem fundo e adentrou-a. Lá fez o serviço completo: aparou o bigode que tentava crescer, cortou os longos cabelos negros, deixando-os bem curtos e tingindo-os de branco. Os olhos permaneceriam daquela cor avermelhada. Mudou então de roupa. Jogara fora aquela roupa que usava antes, agora o que lhe cobria o corpo era uma roupa preta por baixo, a mesma, mas o sobretudo era vermelho sangue quase da mesma cor que seus olhos. A varinha de ossos guardada devidamente em um lugar secreto. Era hora de sair e ver Anny. Olhou-a nos olhos enquanto se aproximava

-Anny... Você não se "magoa" comigo por fazer coisas assim? Quer dizer... Hora te abandono hora te forço a andar comigo... -sussurou estas palavras: - às vezes penso que achei que podia te fazer feliz... Agora vejo que talvez não possa fazê-lo... Ate agora eu só magoei todas as pessoas que apareceram e se envolveram comigo...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Ichigo » 28/05/08, 21:28

Anastácia fora deixada na cama enquanto o homem entrava na mala (gato félix *O*~) sem fundo, e após voltar estava com visual mudado. A garota achou aquilo muito estranho e a mala muito mais.

-Anny... Você não se "magoa" comigo por fazer coisas assim? Quer dizer... Hora te abandono hora te forço a andar comigo... -sussurou estas palavras: - às vezes penso que achei que podia te fazer feliz... Agora vejo que talvez não possa fazê-lo... Ate agora eu só magoei todas as pessoas que apareceram e se envolveram comigo...

Ela pensou um pouco antes de responder.

-A coisa que mais me entristesce é você dar-me esperanças de que irá ajudar-me a entender melhor as coisas mas você desaparece, como se suas palavras não tivessem sentido algum! Acho que por hora ficar lá não adiantaria muita coisa... Está tudo uma... uma... bagunça. E... Talvez as pessoas que você tenha magoado... não eram as certas pra se envolver com você. - falou as últimas palavras com naturalidade, encarava os olhos do bruxo o tempo todo - Mas se você... preferir me abandonar... vou ter que atrapalhar outra pessoa. - diminuiu a voz e olhou para o colo e a varinha com riscos.

Agora ela deveria ser forte. Parecia que aquele que era para ser seu protetor iria desistir. Afinal, quem quer uma desmemoriada que não sabe de nada e ficar cuidando sem ganhar nada em troca? Ele não devia nada para ela. Ao menos se ela pudesse fornecer alguma coisa para troca...

Off: ficar lendo historinha de personagens de duplo sentido poluem a mente da gente ç_Ç"
Imagem

Imagem


Fanfics Area:
Asas Prateadas http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=17811

Estou com problemas na net e andarei sumida mas.... Corvinal pra sempre!
Avatar do usuário
Ichigo
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 50
Registrado em: 16/02/07, 09:30
Cash on hand: 7.00
Localização: Numa papibaquigrafaria
Sexo: Feminino
Estado: SC
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 29/05/08, 20:09

Anny escreveu:-A coisa que mais me entristesce é você dar-me esperanças de que irá ajudar-me a entender melhor as coisas mas você desaparece, como se suas palavras não tivessem sentido algum! Acho que por hora ficar lá não adiantaria muita coisa... Está tudo uma... uma... bagunça. E... Talvez as pessoas que você tenha magoado... não eram as certas pra se envolver com você. Mas se você... preferir me abandonar... vou ter que atrapalhar outra pessoa.


Aquelas palavras deixaram Mordred boquiaberto. Ela fora tão clara quanto o cristal que brilha no deserto sob a luz do sol. Sim, estava conturbado, mas seus olhos mantinham a mesma firmeza que começaram. Estavam cientes da verdade e pareciam não ter se abalado quando no fundo ela havia feito o seu "mar" interior se agitar. Ficou calado ate que se aproximou dela, com o mais simples gesto ergueu a cabeça da garota em sua direção e ficaram tão próximos que ele podia sentir a respiração dela bater-lhe no rosto. Como ela era bela, mas não era esse o caso. Concentrava-se naquela face enquanto o rosto sério desfalecia e o sorriso se tornava evidente.

-Hei hei hei... Olhe para mim! Sinto muito se eu acredito ter sido um lobo solitário, assim como você eu acordei sem memórias e não sei como cuidar de alguém! Eu mal tenho certeza de como cuidar de mim mesmo! Mas isso não significa que vou te abandonar... Acho que essa é a ultima coisa que eu faria! Anny, querendo ou não, eu gosto muito de você e vou tentar fazer o melhor, dentro do possível, para te ver feliz! É o que basta para mim: ver você sorrindo...

Ate mesmo Mordred ficou surpreso com aquelas palavras. Saíram de sua boca sem serem convidadas, entretanto eram as mais verdadeiras o possível. Ficou ali olhando no fundo daqueles belos olhos esperando que a garota tomasse alguma atitude...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Ichigo » 03/06/08, 14:08

Anastácia deu um sorriso ao escutar que não seria abandonada - pelo menos não tão cedo.

-Então, o que vamos fazer agora? - estava realmente anciosa pra fazer algo novo, qualquer coisa que fosse. Estava querendo aprender mais sobre o que lhe cercava, ter maneiras de afirmar quem ela era agora.

off: ok, falta de inspiração no que escrever hoje.... eh a chuva ~_~
Imagem

Imagem


Fanfics Area:
Asas Prateadas http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=17811

Estou com problemas na net e andarei sumida mas.... Corvinal pra sempre!
Avatar do usuário
Ichigo
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 50
Registrado em: 16/02/07, 09:30
Cash on hand: 7.00
Localização: Numa papibaquigrafaria
Sexo: Feminino
Estado: SC
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 04/06/08, 16:02

Mordred apenas olhou a garota. Ficou em silencio um tempo. O que poderiam fazer? Ele não sabia. Era difícil imaginar o que fazer com Anny. Uma idéia então passou pela sua cabeça. Era a hora de conhecer, quer dizer, ensinar a garota um pouco mais sobre o mundo. Era uma pena que Morg... Quer dizer, Anny tivesse perdido a memória. Ela devia ter sido alguém bem interessante. Sorriu.

-Que tal sairmos para dar uma volta em Hogsmeade e depois beber algo no Três Vassouras! O que acha?

Ficou ali olhando a garota na espera de sua resposta...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Leto Black » 05/06/08, 21:52

-Acho que Hogsmeade vai ficar pra outra hora Mordred.

Leto surge por entre as sombras e ainda com a cabeça baixa arruma suas vestes. Tira um colar de dentro do bolso e com algumas palavras inaudíveis o colar começa a brilhar. As correntes de ouro resplandecem e a gema negra ganha um tom azulado. Leto coloca a corrente no pescoço...

-Agora sim.


Ele levanta a cabeça e olha para os dois que estão parados. As reações deles são distintas porém medíocres.

-Belo casal. Obrigado por cuidar da Gabriela todo esse tempo, maninho. Agora, pela cena, vejo que indecisão é mal de família.


Visitar o mundo dos mortos não fizera bem a Leto. Ele perdera muito do que tinha. Porém ganhara mais do que precisava para sobreviver sem o Henry. Agora precisava reestabeler-se em Hogwards. Ressurgir. Reestabelecer. Retomar.

Fora para isso que viera.
Editado pela última vez por Leto Black em 07/06/08, 16:26, em um total de 1 vez.
Imagem
Avatar do usuário
Leto Black
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 22
Registrado em: 28/05/08, 14:14
Cash on hand: 0.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 07/06/08, 00:25

Mordred ouviu a detestável voz de seu irmão. Era Leto. Ao vê-lo sentiu aquele velho calafrio, ridículo porem presente. Quando viu o garoto mexer com o colar soube o que viria. Era hora do confronto entre irmãos e fique claro que Leto jamais vencera Mordred em um duelo. Retirando o seu diamante que estava sob a camisa pronunciou as palavras de morte fazendo com que o diamante assumisse a aparência incandescente. Sorriu.

-É teremos que deixar para depois nosso passeio Anny. Eu e meu irmão temos assuntos a resolver não é Leto?

Sem pensar duas vezes sacou a varinha de ossos, segurava com força pensando em como lutar com aquela alma maldita que se recusava a deixa-lo em paz, ainda mais falando que ele cuidara de Gaby quando na verdade fugira dela. Seus pensamentos sumiram enquanto ele se preparava para a luta...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Ichigo » 07/06/08, 14:35

A calmaria que tomava conta das masmorras desaparecera rapidamente com a aparição de outro homem. Anastácia sentia o clima ficar pesado e tão intragável quanto sentira na ala. Sabia que o que estaria para começar não era nada bom, e ela não iria se esconder.

Segurou sua varinha com força, sentia ela pulsar. Porque aquelas palavras, os feitiços, não apareciam para ela como se fosse a coisa mais natural do mundo? Mas... uma bruxa não possui apenas a magia para se proteger. Antes de ser uma bruxa, ela era uma humana. E sua varinha pulsou mais forte.

A garota se levantara. Olhava com raiva para Leto. Mais um para atrapalhar sua vida, mais um para ignorá-la e não deixar que a ajudem a resolver seus problemas. Ela tinha consciência de sua fragilidade na parte de conhecimento, já que não tinha memórias nem conceitos. Mas seu corpo ainda tinha instintos. Quando o pulsar da varinha tornou-se intenso, começou a transmutação do objeto. Em suas mãos havia um punhal, onde o cabo transformou-se num cipó que o tornava firme no braço.

-PRIMO? OU IRMÃO? - vociferava com raiva, perdendo por completo a inocência dos olhos - A DISCORDÂNCIA FAZ PARTE DA FALTA DE MEMÓRIA? MAS AGORA... -abaixou a voz, dando um sorriso maroto - não vou gastar minha força gritando... e você, criatura que surge para me atrapalhar... - aponta a ponta do punhal avermelhado para Leto - vai ter que deixar a briguinha para depois... porque não estou de bom humor, sabe? Já cansei de brigas externas me atrapalharem.
Imagem

Imagem


Fanfics Area:
Asas Prateadas http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=17811

Estou com problemas na net e andarei sumida mas.... Corvinal pra sempre!
Avatar do usuário
Ichigo
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 50
Registrado em: 16/02/07, 09:30
Cash on hand: 7.00
Localização: Numa papibaquigrafaria
Sexo: Feminino
Estado: SC
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Leto Black » 09/06/08, 20:45

Leto apenas sorri.

Sem olhar para a garota, sorri, quase que insanamente. A sutiliza do ato é somente percebia por aqueles com níveis de poderes elevados. O que claramente, ela não era. Agora sem tirar os olhos de Mordred, pronuncia calma e friamente.

-Diga para a garota abaixar a mão, Mordred. Essa pobre coitada não deve saber com quem está lidando.

A voz saiu baixa e metálica. O silêncio mais uma vez inundara o local. Esse era Leto. Preferia conversar com Mordred antes. Na pior das hipóteses estuporaria a garota. Na pior das hipóteses...

-Como percebe, vim aqui para conversar. Não tenho intenção nenhuma de atacar. Se quisesse já o teria feito.

Com as mãos cruzadas, ele sai das sombras e retira do bolso interno um pergaminho muito velho. As inscrições estavam quase sumindo. Com um toque com o indicador, o pergaminha começara a levitar e brilhar intensamente. Magias muito mais antigas que as que os fundadores de Hogwarts e mais poderosas que a dos antigos diretores da escola estavam em andamento ali.

-Foi por isso que eu voltei, Mordred.

Com a varinha em punho, ele recita palavras desconhecidas. Da ponta da varinha, sai um risco fino de fogo que permanece no ar. Forma-se então a figura de um pentagrama. O som crepitante do fogo, suspenso no ar, é a única coisa audível ali.

A concentração de magia no local é intensa. Todos sentem a transformação do ambiente.

-Apenas pessoas com os poderes elementais podem ficar aqui. Vamos iniciar o ritual assim que a Tétrada se reunir. O que não deve demorar muito.

Gabriela adentra o local. O pentagrama de fogo reage. Brilha mais intensamente. A quantidade de poder no local é enorme. Um zunido baixo e incômodo toma lugar do silêncio. A garota não agüenta. Cai inconsciente no mesmo momento que Gaby pisa no local.

-Falta apenas um. Não demore Gabriela. Chame-o logo!

Leto olha para Mordred e Gabriela. Esperara por aquilo por tanto tempo. Agora iniciaria a etapa mais importante de suas vidas. Algo que ficaria escrito na história pela enternidade.
Imagem
Avatar do usuário
Leto Black
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 22
Registrado em: 28/05/08, 14:14
Cash on hand: 0.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Masmorras

Mensagempor Gaby Lovegood » 09/06/08, 21:27

*Gaby correu pelo castelo o mais rápido possivel, sentiasse puxada até as masmorras. Algo lhe esperava, e não era uma luta entre irmão, disso ela teve certeza. Após o primeiro passo para dentro do quarto nenhum mais foi dado por alguns instantes. Mordred e Leto se encontravam um frente ao outro. Ichigo ao chão, e no ar, um pentagrama brilhava, Sentia seu corpo queimar, o fogo presente em sua mágia pulsava reagindo ao pentagrama. Leto se dirigiu a ela. Ela sabia quem deveria chamar, mas não entendia o porque, porém não conseguia resistir ao poder que se concentrava naquela sala, ou a voz a muito esquecida de Leto*

- Por...que..e ?

*Não importava o quanto quisesse saber, não havia como resistir aquele poder, sua varinha pulsava em sua mão,quente. Gritava por poder, vibrava. Então apenas fez o que sua mente lhe ordenava*

"Renan"

*Apenas seu nome bastava, seu gemeo viria, e saberia o motivo, O Gemeo iria sentir o que ela sentia, e seria puxado para aquela bomba de mágia. Ele atendeia ao seu chamado. Assim era a ligação entre gemeos.

E a eles caberiam iniciar e encerrar o encantamento. Aquilo que as aguas abrissem, o Fogo encerraria. As pernas até então travadas no chão, passaram a se movimentar, um pé apos o outro, a levando para frente, para proximo do pentagrama. Não entendia o pq reagia assim, mas já sabia o que fazer, como se na verdade sempre soube, antes mesmo de aprender seu primeiro encantamento. Gaby apontou a varinha para o pentagrama, e esse pulsou reagindo ao seu fogo, bastava apenas Renan para que ele iniciasse o encantamento.*
Avatar do usuário
Gaby Lovegood
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 799
Registrado em: 20/06/05, 14:55
Cash on hand: 49.00
Localização: voando O.o
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 09/06/08, 21:53

Mordred ficou em silencio todo o tempo.Ainda mais perante Anny que ameaçava seu irmão. De fato nenhum dos dois sabia com quem lidava. Leto era poderoso e Morgana era tanto quanto ele, mas ali não era Morgana... Era Anny. Ficou sem palavras durante algum tempo. Preferia pensar... Tentar pelo menos. Leto tinha voltado... Mas como? Era impossível que ele houvesse vencido a barreira da morte... A menos que Mordred não tivesse exterminado todas as Horcruxes de Henry... Será que havia restado uma solitária e suficiente para que ele voltasse? Não importava.

Leto escreveu:Diga para a garota abaixar a mão, Mordred. Essa pobre coitada não deve saber com quem está lidando.


Mordred não o fez. Não fez nada. Não era o medo que o paralisava, nem mesmo era o assombro. Era a fúria que ele não queria deixar explodir. Se entrasse em erupção, muitas pessoas ficariam machucadas. Anny entre elas. Ainda mais calado enquanto encarava Leto. Era ele. A mesma face que se perdera dentro de Henry, mas mudado. Mudado e corrompido por algo que não compreendia.

Leto escreveu:Como percebe, vim aqui para conversar. Não tenho intenção nenhuma de atacar. Se quisesse já o teria feito.


-Não.. Você não o fez porque sabia que se o fizesse cairia morto antes de poder pronunciar a menor das palavras. Você nunca foi ágil Leto, poderoso talvez mas velocidade é algo de que é desprovido.

As palavras de Mordred não eram cegas, sem fundamento ou de pura arrogancia. Tinham sido baseadas em algo. Algo que ele lembrava. Evitava contar as pessoas que no tempo que passou desde que acordara recuperara parte de sua memória devido a uma voz que se chamava "Avaloch, o Azul". Ele mesmo não entendia o que aquilo significava e não pretendia descobrir. Quebrou seu devaneio e ficou a encarar Leto antes de se pronunciar novamente.

Leto escreveu:-Foi por isso que eu voltei, Mordred.


Quando os olhos de Mordred recaíram sobre o pergaminho ele se afastou. O poderoso ritual dos 4 Selos... Tetrada! Ou como os anjos chamavam Adarte Soles! Ele tinha medo do que viria daquilo. Sabia exatamente o que Leto ia fazer. Quebrar os selos dos 4. Ele, Gaby, Renan e Leto faziam a Tetrada! Mesmo sem saber seus dons originais quebrariam os selos que as relíquias que Mordred tanto protegia geravam. Diante daquele ritual o diamante de sangue jamais inibiria o dom de alguém, apenas curaria.

-Você não está falando serio Leto! Não pode estar... Você sabe bem que é um ritual proibido!

Mordred afastou. Sabia que Leto não mentia. Iria fazê-lo. O que o assombrava. Ninguém devia fazer aquilo, nem mesmo alguém tão poderoso quanto ambos os Blacks. Foi então que sentiu. Era a primeira onda... 3 dos 4 estariam juntos novamente. E logo 1 seria mais que quatro e quatro seriam um. Todos seriam iguais perante o ritual. Assim seria... Era hora... Mas não começaria... Ele como morte encerra e não começa nada... Ou será que ele era a vida que tanto despreza? A verdade vem em seguida em meio a "reza". Em seus pensamentos estava entao a preçe de um anjo...

"Ho! Muria euq mev adipar, mev zaguf, atam asse rod y oan em sexied arap sart. Ajes adipar y arietrec y siamaj em exeid rerfos y euq moc ecov oa uem odal siamaj ahnev a recerep. Veremos o que vai acontecer quando todos estiverem aqui... tenho pena dos que vão ver isto... Anny... Ana..."

Então se aproximou de Leto. Ficando de frente ao homem que detestava, sentiu o calor que emanava o pergaminho. Era assim que seria... O Ritual que os unia...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Renan » 10/06/08, 22:24

Aos tropeços, Renan Black chegou às Masmorras. Há muito não passava por aquele local do castelo, mas duvidava que precisaria se lembrar de qualquer caminho para encontrar o que procurava. Não precisou nem checar qualquer porta: o último que adentrara o local em questão deixara a porta aberta, logo podia-se ver fulgores e luzes escapando da sala para o corredor. Junto com as luzes, energia.

Por magnetismo ou não, Renan foi atraído para onde se encontravam Anny e Ana, caídas ao chão, e lúcidos (ou quase isso) Mordred, Gaby e um terceiro. Um terceiro com uma aura extremamente familiar a Renan, extremamente conhecida e querida.

*Leto...*

Mas seu tempo para pensar lhe foi roubado quando pousou o olhar num pentagrama de fogo que pairava no ar, acima das cabeças dos ali presentes. Algo dentro de Renan já sabia exatamente o que fazer, ao que as palavras necessárias para dar início àquele ritual pré-preparado já estavam em sua boca quando sacou a varinha com a mão direita. Apontando-a para o fogo que levitava, o bruxo amante das águas levou a mão esquerda ao olho esquerdo cuja íris, então,tornou-se profundamente azul.

- Fluat udor per Spiritum Elohim. - Com um dos dedos da mão esquerda, limpou uma lágrima singela que lhe escapou e lançou-a ao ar em seguida. Refulgindo ao brilho vermelho do fogo, as gotículas peroladas transformaram-se em serpente de água pura e translúcida. - Deixai as águas fluirem, através da energia espiritual de Elohim.

Feito, a varinha de Renan, pulsando em riste em sua mão direita, como que ordenou a água conjurada. Em obediência, o serpente aquática foi se esgueirando por entre as retas do inflamado pentagrama, enroscando-se nelas de forma aleatória mas sem tocar o fogo nem deixando-se evaporar. Quando a serpente terminou sua dança, seu encantador e todos os outros podiam ver um brilhante símbolo no ar conjugado por dois pentagramas entrelaçados de algum modo: o brilho das chamas vermelhas refratado pelo cristal de água.

- Faça-se. - sentenciou Renan. O olho esquerdo já estava novamente castanho, mas algo estava prestes a mudar. Definitivamente.
RPG // Renan Shellden Skuli

Mande MP clicando aqui!
Avatar do usuário
Renan
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 881
Registrado em: 20/07/05, 21:36
Cash on hand: 193.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Leto Black » 12/06/08, 18:54

Maneat terra per Adam

Chegara, enfim, o momento. As palavras sairam tão naturalmente da boca de Leto, que parecera que ficaram a vida toda aguardando serem recitadas. Estranhamente, as sombras do local multiplicaram-se e condensaram em um único ponto. A bola de sombras começa a flutuar e parece sugar toda a vida do local. As cores do local somem e todos ficam com um único fio de vida. A esfera negra condensa-se ainda mais e aguarda.

Leto sabe o que fazer. Retira do bolso sua varinha e toca no centro da escuridão. Um zunido enlouquecedor toma conta do local. Era como se todo o Limbo gritasse em repúdio ao sacrilégio que estava acontecendo ali. A esfera torna-se uma pedra negra. Hajar el Aswad surge então e logo ruma para o centro do Pentagrama.

Agora, O Pentagrama de fogo, A Serpente da Água e Hajar el Aswad ou a Pedra Negra, estavam alinhadas novamente depois de incontáveis anos desde sua última formação. Mas somente isso não bastava. Era necessário completar o ritual. Leto olha para todos que ali estavam e sorri. Logo a Tétrada se formaria e eles teriam de volta o que lhes era de direito. Não era coincidência eles renascerem juntos na mesma era e se encontrarem, se apaixonarem, se odiarem, se matarem... era um ciclo interminável. E seria assim por toda a vida...
Imagem
Avatar do usuário
Leto Black
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 22
Registrado em: 28/05/08, 14:14
Cash on hand: 0.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 12/06/08, 22:02

Era a sua vez. Mordred sabia que agora era a hora dos ventos, tanto da vida quanto o ar, soprarem. Era hora de as palavras fluírem de sua boca, de transformarem e selarem todos ao encantamento que viria. Ergue a varinha ao alto apontando para o teto. Os ventos começaram a se mover fazendo tudo balançar e a porta do quarto bater ferozmente. A mão esquerda apontava para a terra, para baixo. Quanto mais rápidos os ventos ficavam mais esverdeados se tornavam. A voz de Mordred ressoou com as palavras singelas do encantamento.

-Fiat firmamentum per Ia-hu-ve-hu Zabaoth

Os ventos poderosos tomaram forma, a forma de poderosas e grossas correntes. Saiam do pentagrama e tocavam a área oposta envolvendo os membros que estavam presentes ao ritual. Agora não havia volta quem estava no pentagrama não sairia ate que o ritual fosse terminado. O ar assumiu uma cor brilhante, dourada que não só formava correntes que saiam dos participantes, mas ligava cada um ao outro com exceção de Gaby que ainda não havia dito sua parte no ritual...

-Que estejamos unidos no ritual presos a ele e livres do mal, que nos mantenhamos firmes e fortes e que essa seja a vontade de Zabaoth...

E assim permaneceu com o braço estendido mantendo as correntes de ar a espera de Gaby que finalizaria o Tetrada. Era errado, mas seria feito... Devia ser feito... Estava feito... A partir de agora não havia volta para ninguém...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Gaby Lovegood » 13/06/08, 20:31

Chegara então a hora do ultimo passo.
A ultima palavra para o encantamento.

Gaby sentia seu corpo arder diante das chamas que lutavam para ganhar vida dentro dela. Com um movimento leve ela apontou a varinha para o pentagrama, e ao mesmo instante do singelo movimento, ela também foi ligada às correntes; Correntes que agora unia os quadros, diante do ódio, diante do amor, diante do poder e do mesmo pecado.

A garota sorriu, sentiu a exitação tomar seu corpo, seus olhos já vermelhos de chama, ansiavam pelo final do encantamento.


Fiat judicium per ignem


A única voz feminina no grupo proferiu um ultimo encantamento. Estava feito. O pentagrama de fogo ao centro do grupo pulsou, lentamente ele girou e parou, girou e parou, assim o fez até que cada uma de suas pontas tivesse parado diante de cada um dos participantes.
Da garota era emanado o calor das chamas, uma lastra de fogo percorreu toda a corrente que os ligava, ardendo em chamas, em meio a um calor que não queimava. O Fogo ia se fundindo a corrente de vento enquanto queimava.
O Pentagrama pulsava, Pulsava enquanto ia absorvendo a corrente, já fundida, pequenas esferas de fogo se desprendiam e subiam como se fossem magnetizadas, atraídas para o pentagrama, alimentavam-o enquanto este pairava no ar.
A medida que o pentagrama se alimentava do fogo conjurado por Gaby ele também consumia toda a água e toda as trevas. Os quatros elementos iam se fundindo aos poucos, em meio ao magma.


Deixai o decreto ser cumprido pelo Fogo. Acalmem-se as Salamandras ou,
Sejam coagidas pelo fogo sagrado.


Uma escuridão. E então centro do circulo já não se encontrava o pentagrama, mas uma imensa esfera de LUZ gerada pela combinação dos quatros elementos. Não se ouviu um único ruído, nem mesmo da respiração dos presentes. Gaby então abaixou a varinha lentamente, enquanto sibilou sua ultima fala.

- Que se cumpra à profecia!

Em um estralo a esfera se dividiu em 4, onde cada um dos fragmentos foi imediatamente puxado para cada um dos participantes, embebidos naquela luz, seus corpos finalmente absorveram o poder que tanto ansiavam.

Estava feito. Não tinha mais volta. Os quatros estavam ligados para sempre. Compartilhando do mesmo erro, e do mesmo desejo. Aquele era o fim do encantamento, E das pessoas que eram até aquele instante.
Avatar do usuário
Gaby Lovegood
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 799
Registrado em: 20/06/05, 14:55
Cash on hand: 49.00
Localização: voando O.o
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Petyr Van Abel » 13/06/08, 23:21

Mordred observou os últimos passos do encantamento prevendo cada ponto ate que se desligou do mundo e se deixou levar. Embebido, mergulhado naquela sensação profana e diabólica de quem comete um pecado. O prazer, o calor, a sensação eram cada vez mais indescritíveis. Quando o fragmento do fim do ritual atingiu-lhe o coração e alma pode sentir tudo mudar. Um choque ocorreu e viu sua vida passar, aquele encantamento liberara suas memórias mais intimas e mais sublimes. Não alterariam quem era, mas mudava tudo o que sabia. Diante daquilo ainda sentia-se tonto pela sensação divina, na verdade contraria pelo que sabia, que circundava a todos no que fora um pentagrama. Foi o primeiro a sair da formação. Talvez fosse o elo mais fraco, pois se sentia assim ao observar os outros. Ele representava o ar que era volátil, móvel e mutável... Parecendo descrevê-lo com certa perfeição. Olhou para os outros, todos exibiam na face um esplendor que ele não sentia na sua, na verdade sentia apenas aquele poder intenso e latejante gritando para escapar. Abaixou a varinha que havia permanecido em riste e se moveu para perto das meninas, ambas desacordadas.

-O que nós fizemos? Isso era para ser um ritual proibido. Não posso negar que não valha a pena, mas...

Era diferente para ele. Um dia havia sido um caçador do poder, sedento por sangue e renome, honra e gloria... Porque nada disso importava mais? Porque parecia querer seguir as regras? Era assim tão difícil quebrá-las agora que tentava ser alguém diferente do que fora? Porque tinha que ser alguém diferente pra começar?

"Para não ser igual ao meu irmão..."

Mordred se sentou no chão, colocou a cabeça de Anny em seu colo e passou-lhe a mão carinhosamente buscando acordá-la delicadamente de seu estado adormecido. Ao constatar que a garota estava bem e logo acordaria puxou Ana para si. Fez com que sua cabeça repousasse em seu ombro e afagou-lhe os cabelos. Aquilo era só uma distração para esquecer que quebrara a promessa a alguém importante... Tantos anos antes prometera que jamais realizaria o Tetrada, mesmo sabendo ser um dos "Bestiais filhos do Apocalypse" como eram chamados os membros da Tetrada. Sussurrou os pensamentos que lhe vinham a mente

-O que nos fizemos afinal? Eu coloquei em risco a vida das duas que estão aqui comigo agora... Será que eu iria tão longe por poder? Sacrificar as únicas pessoas que no momento são importantes para mim... Engraçado... Porque não consigo dizer 'que são importantes pra mim' sem colocar sempre o 'no momento'...
Imagem



E do riso fez-se o pranto!!!


E hoje em dia... como é que se diz eu te amo?
Avatar do usuário
Petyr Van Abel
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 520
Registrado em: 06/11/06, 20:28
Cash on hand: 0.00
Localização: Nos Jardins Suspensos da Babilonia
Sexo: Masculino
Estado: PR

Re: Masmorras

Mensagempor Renan » 14/06/08, 00:28

Logo depois de Renan materializar sua serpente de água, Leto condensou suas trevas em uma pedra negra e Mordred invocou os ventos em correntes que atariam os quatro naquele ritual. Todos ali estavam ou muito tensos ou muito concentrados. Os ventos esverdeados que os amarravam formava quase que um turbilhão naquela simples sala até o instante em que a voz de Gaby se fez ouvir. Entoando seu (en)canto, a irmã de Renan completou o rito na medida em que fez fundirem-se todos os elementos que foram conjurados.

O olhar do mestre de História estava vidrado na esfera de luz que pairava entre os membros da Tétrada. Sentia o sangue pulsar e toda a magia que seu próprio corpo encerrava parecia querer toda aquela luz. Como que de acordo com aquele anseio, a esfera de luz se fracionou em quatro menores, idênticas, que foram atiradas contra cada um dos quatro pecadores.

A sensação foi indescritível. Ao mesmo tempo em que o corpo inteiro de Renan vibrava depois de receber aquele poder, o mago sentia a cabeça latejar em profunda dor. Era esse o preço? Não... a dor foi passando. O êxtase não. Olhando para as mãos, viu-as tremer em júbilo e pavor. O ex-curandeiro só parou de examinar as próprias reações quando a voz de Mordred chegou aos seus ouvidos.

- O que nós fizemos? Isso era para ser um ritual proibido. Não posso negar que não valha a pena, mas... - Falava enquanto se dirigia a Ana e Anny, desacordadas, e se punha a acariciá-las - O que nós fizemos afinal? Eu coloquei em risco a vida das duas que estão aqui comigo agora... Será que eu iria tão longe por poder? Sacrificar as únicas pessoas que no momento são importantes para mim... Engraçado... Porque não consigo dizer 'que são importantes pra mim' sem colocar sempre o 'no momento'...

- Nós fizemos, Mordred, algo que queríamos intensamente, o que inclui você, meu caro... - pronunciou Renan, um tanto quanto sobressaltado com a voz um pouco mais grave que saía de sua boca. Abaixou-se frente ao homem e tomou a pulsação das garotas que com ele estavam. - Elas estão ótimas. E, quanto à importância momentânea que elas têm para você... Bem, sua família não tem emocções das mais estáveis no histórico.

Dizendo-o, levantou-se mais uma vez e passou a examinar a própria varinha. O artefato negro parecia tremer à presença de seu dono. O bruxo a apertou com mais força na mão direita, ao que teve vontade de liberar toda a energia que parecia pesar em sua mão. No entanto, algo muito mais curioso lhe drenou a atenção. Virando-se, encarou a figura do amigo que há muito não via.

- Como volta assim, Leto, e nem me manda um telegrama avisando? - proferiu com um sorriso. - Mais importante: como fez isso, meu caro?
RPG // Renan Shellden Skuli

Mande MP clicando aqui!
Avatar do usuário
Renan
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 881
Registrado em: 20/07/05, 21:36
Cash on hand: 193.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Masmorras

Mensagempor Leto Black » 16/06/08, 15:47

A Tétrada enfim fora completada.

Leto agita singelamente sua varinha e logo um pequeno e velho livro surge sobre sua mão direita. Um trio de caveiras cheias de dentes olham para o leitor no topo do último dos cinco contos. A caveira do meio tem um símbolo cravado em sua testa, uma linha vertical em um círculo inscrita em um triângulo. Abaixo do desenho está um monte feito por um tecido sobre onde jazem uma varinha (de onde sai algumas centelhas) e o que parecer ser uma pequena pedra.

Todos entreolham-se.

-Estão prontos para a próxima etapa ou irão desistir?

Sem esperar respostas, Leto agita mais uma vez a varinha: Incarcerous Ferrum! Correntes surgem da ponta da varinha e prendem o livro no centro da sala.

Sei que conhecem os contos de Beedle, o bardo? Sabia que fazemos parte desse conto?

Mais uma vez, Leto não aguarda respostas. A arte da retórica caia-lhe muito bem. Homenum Revelio Scire!

As palavras surgem e o livro começa a tremer e as correntes parecem que irão estourar. Engorgio Suprema! As correntes modifiram a tonalidade, ficaram mais escuras e fixaram-se firme. O livro parara de tremer porém, não surtira

Vão ficar aí parados? Liberaram os selos e nada?

Parte dos Sete Selos do Poder estava rompido. Assim como a alma daqueles que perscrutavam esse caminho obscuro e sem volta. Juntar os membros da Tétrada e realizar o ritual fora, durante séculos, objeto de cobiça entre os magos. O Ministério da Magia, à essa altura, estaria colocando dementadores atrás de cada um de nós.

Renan, Mordred e Gabriela. Sabem o que fazer. E Renan, desculpe-me amigo, mas conversaremos sobre isso depois.

Irmãos que carregam consigo um poder que o Mundo Mágico achava ser apenas um conto. E que agora revelariam e reescreveriam sua verdadeira história.
Imagem
Avatar do usuário
Leto Black
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 22
Registrado em: 28/05/08, 14:14
Cash on hand: 0.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Masmorras

Mensagempor Ichigo » 17/06/08, 20:15

Anastácia dormira. As garotas lhe visitaram novamente. Porém duas se afastaram, a mais nova ficava lhe espiando com medo da mais velha: a garota do espelho.

-Sempre odiei Leto. - sorriu. - Você sabia três feitiços tão belos. Deveria lembrar deles logo, seriam MUITO úteis. E você - apontava para a garotinha que havia perdido os pais - saia daqui com suas lamentações. Sou a mais real agora.

A garotinha de quatro anos saiu choramingando, deixando Anastácia e sua réplica sem nome na sua frente.

-Por favor, me ajude! Eu...

-POR FAVOR? HAHAAHAHAHAHAHAHAHAHAHA - ria cinicamente a desconhecida - legal, já aprendeu esta palavrinha da sociedade corrupta? Pena que é uma palavra... INÚTIL. Sabe... não sei se você percebeu mas você está agindo de maneira ridícula. NUNCa mais chore na frente dos outros, está me envergonhando.

-Mas, mas, mas... eu...

-TENHA SEGURANÇA! Tu és uma das melhores coisas deste mundo... não sei se percebes mas... escute... estão fazendo um feitiço elemental.

neste momento, as vozes externas entravam naquele branco vazio onde só tinha duas pessoas. Anastácia sentia seu corpo arder , a cabeça doer, enjôo no estômago, como nos outros sonhos. Mas, fora ficando mais leve. As dores foram dissipando-se, a cara de sua copia fora tornando-se indecifrável. E então ela estava ali, junto com os outros. Vira seu próprio corpo. Não soube o que estava acontecendo, mas sentia toda a energia dos feitiços. Quando o rito acabara, sentiu-se puxada para o próprio corpo, escutou sua cópia falar "espírito", então, despertara no colo de Mordred.

Abriu os olhos e viu que todas as pessoas que vira quando estava fora do corpo estavam lá. Teve vontade de chorar, mas contolou-se, se antes ela não fazia isto, não faria agora. Pegou a varinha - que já não estava mais em forma de punhal. Sentiu o coração bater rápido. Sentou-se, olhou para Mordred querendo explicações.

Depois olhou para Leto com nojo. Já antes não gostava dele, mas quando estava adormecida, seu outro eu confirmara isso. Olhando-o , sentia mais uma vez a varinha pulsar.
Imagem

Imagem


Fanfics Area:
Asas Prateadas http://www.floreioseborroes.net/menufic.php?id=17811

Estou com problemas na net e andarei sumida mas.... Corvinal pra sempre!
Avatar do usuário
Ichigo
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 50
Registrado em: 16/02/07, 09:30
Cash on hand: 7.00
Localização: Numa papibaquigrafaria
Sexo: Feminino
Estado: SC
Casa: Corvinal

AnteriorPróximo

Voltar para Arquivo de RPs

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron