[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4731: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4733: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4734: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4735: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Grimmauld Place • Exibir tópico - Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

RPs antigas? Histórias que quer rever? Subfórum destinado ao arquivamento dos tópicos de jogo do RPG. Você veio ao lugar certo!

Moderador: RPG

Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Storyteller » 09/10/08, 22:33

Professor Vigente: Meig@ Wohllf Woodcroft


A sala da Professora Meig@ fica nas masmorras, para se chegar nela, passa-se por um corredor aparentemente sombrio com apenas algumas tochas. Na porta há uma placa entalhada em madeira.

Aposentos de Meig@ Whollf Wooodcroft - Professora de Poções – Bata antes de entrar.


O aposento não parece tão assustador quanto o caminho para chegar até ele. As paredes de pedra de cor mármore deixam o local com uma aparência clara. Há uma grande janela encantada que mostra exatamente o clima real. Para ajudar melhor na iluminação, há grandes luminárias espalhadas clareando o ambiente.
Do lado oposto da porta, há uma escrivaninha de madeira marfim, muito organizada, com alguns papéis, penas, etc. As paredes são repletas de prateleiras, onde ficam os mais diversos livros e alguns frascos de tamanhos, cores e funções diferentes. Do lado oposto, um grande espelho e um mural dourado fosco cheio de fotos do marido, dos filhos, de seus amigos, alguns alunos, algumas fórmulas e anotações.
Ao lado da escrivaninha: um grande Puff Branco. No centro da sala: um confortável sofá Branco e uma mesinha com alguns objetos curiosos inclusive um bisbilhocópio.
Tudo isso tornando ambiente agradável, onde Meig@ pode receber colegas de trabalho e alunos.





OFF~ Alunos não saiam entrando no aposento quando não tiverem postando lá, a sala é fechada com fortes feitiços quando não tem ninguém.
Avatar do usuário
Storyteller
[Professor-RPG]
[Professor-RPG]
 
Mensagens: 292
Registrado em: 28/05/08, 00:57
Cash on hand: 0.00
Sexo: Masculino
Estado: EUA


Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Pri WP » 24/02/09, 12:10

Spoiler
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Narração
Fala
Pensamentos
Fala de Outros Personagens
Off:
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


    Durantes os anos que a professora Primaver estudou em Hogwarts ela tinha o sonho de retornar a escola como professora, sempre teve o dom de ensinar e simplesmente adorava a atmosfera mágica que circundava a escola.

    Hoje caminhando lentamente entre as masmorras em direção aos aposentos da Professora Wohllf sentia uma estranha sensação de satisfação, este era seu primeiro ano como Professora e ainda não conseguira conversar com todos os seus colegas docentes, mas sentia que a Sra. Wohllf gostava dela.

    Seu sexto sentido é muito forte, sempre ajuda Primaver a sentir alguns sentimentos ou características das pessoas a sua volta, ela que sempre fora uma pessoa com a cabeça na lua (como sua mãe dizia) então se fiou a este dom em muitas situações.

    Chegou até a sala da Professora Wohllf, puxou sua varinha e murmurando palavras numa língua antiga abriu a porta da pequena, mas aconchegante sala. Sentou-se em um confortável sofá e ficou observando as fotos da família e amigos penduradas em um mural próximo enquanto aguardava a dona da sala.


FORA DO AR!!!!
Avatar do usuário
Pri WP
Na Copa Mundial de Quadribol
Na Copa Mundial de Quadribol
 
Mensagens: 1146
Registrado em: 30/10/04, 13:21
Cash on hand: 573.00
Localização: Na Faculdade!!!
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Meig@ » 24/02/09, 19:00

    Coisas tensas em pouco tempo, mudanças físicas e sentimentais que eram difíceis de entender. Mas Meig@ já estava se dando conta de todas suas perdas, e que elas deveriam começar a fazer parte do passado. Raven estava a salvo de uma amiga negra profunda, mas havia se fechado de uma maneira inesperada. Ficar em coma não aera algo que a professora de poções tinha em mente. Ele tinha se fechado e só dependia dela querer voltar, apesar de tudo Meig@ não conseguia captar nenhuma força de vontade ou algo que fizesse sua irmã Raven se levantar e sair atormentando os outros como sempre fazia.

    Soltou um longo suspiro, e bloqueou em sua própria mente esse assunto, ela não a ficar sofrendo sozinha.

    O corredor até sua sala estava cheio de quadros inquietos, passando por um espelho Meig@ parou e começou a reparar em sua fisionomia, parecia normal, apesar dos olhos estarem verde com um leve tom azulado. Ele mesmo não tinha notado isso o único que mudava o olhar assim era Adônis.

    Tocou o espelho como se pudesse entender o que estava acontecendo, cheia de duvida e de raiva, os olhos se intensificaram no azul, mas se mantiveram verdes. Então vendo isso no espelho e conhecendo melhor do que ninguém seus sentimentos se deu conta que agora tinha “uma fraqueza” em seu ponto de vista, agora era fácil saber quando estava com alterações em seus próprios humores. Isso não a agradou nem um pouco. Mas talvez... O que provavelmente iria acontecer ninguém notaria tal diferença quem era próximo o suficiente para ficar analisando seu olhar?

    Afastou-se do espelho e tomou a rota de seus aposentos agora sem parar ou olhar para os lados, agora lhe vinha em mente à arrogância de Leto, sim pelo berro que curandeira tinha mandando que ele se retirasse só podia ser o nome daquele homem.

    “muita arrogância... pouco cérebro e principalmente mau uso dos poderes e da magia que tem, ele realmente é um desperdício, mesmo bonito a sua beleza morre com seus atos e suas vazias palavras. Bom isso não é da minha conta mais... a não ser que afete algo da escola... dos alunos... ou mesmo da minha família”

    A capa esvoaçava aos seus pés e ela parou em frente sua porta murmurou senha, a porta se destrancou com um leve clique. A porta parecia enorme e pesada, mas Meig@ a empurrou com facilidade. Ao abrir a porta se deu conta de que tinha visita. Alias uma inesperada visita em seus aposentos. Professora de herbologia Primaver, seus sentimento era de ansiedade, aguardo e bastante intrigada. Por que ela estaria tão intrigada?

    Entrou silenciosamente como sempre, seus passos quase inaudíveis, soltou a capa e colocou cuidadosamente em cima do puff. Ainda sem olhar para Primaver , ela retirou o pequeno estojo cheio de poções que sempre carregava consigo.

    Ela era jovem saudável, cheia de vida, mais estava com um sentimento ansioso e novamente intrigado. Então ainda sem se virar começou a falar com a moça


    Humm...Olá Srta Fuku...- ela se virou e deu um suave sorriso encorajador apesar de estar com as sobrancelhas um pouco juntas, ainda estava tensa- ou deveria te chamar somente de Primaver ?

    Ela olhou para o mural onde a herbologista olhava sentiu um leve arrepio, o mural precisava de umas reformas, era melhor assim por hora, até se acostumar com as suas perdas.

    O que esta deixando você tão intrigada?Alguma foto em especifica?- ela sorriu a áurea de Primaver era extremamente bem vinda e saudável para Meig@, ela estava sentindo paz.
Imagem
Avatar do usuário
Meig@
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 697
Registrado em: 19/09/05, 14:32
Cash on hand: 6.00
Localização: Em algum lugar .. mas sempre de olho em você...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Pri WP » 24/02/09, 19:46

Spoiler
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Narração
Fala
Pensamentos
Fala de Outros Personagens
Off:
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


    Enquanto aguardava a Professora Wohllf, Primaver não conseguiu tirar os olhos de uma foto especifica não sabia quem era a mulher mais seu sorriso e gestos lhe eram familiares na foto bruxa antiga. Desde que retornara a Hogwarts ela não tivera mais dos seus Déjà vu, momentos em que sua mente se desprendia de seu corpo e voava por um passado que ela não conseguiu se lembrar.

    O Sorriso... Os Olhos... O jeito de andar...

    Em meio a esses pensamentos a porta se abriu, Primaver não conseguiu tirar os olhos da foto para poder olhar de frente o visitante, notava, porém um perfume suave uma mistura de rosas e frésias, somente quando ouviu sua voz que conseguiu levantar os olhos.

    Humm... Olá Srta. Fuku... Ou deveria te chamar somente de Primaver?

    Primaver sentiu-se muito bem ao lado da professora como se conhecessem a muitas eras, talvez outras vidas.

    Pode me chamar de Primaver, Sra. Wohllf. Disse sorrindo para a Professora que ainda não se sentara olhou então para o que a professora Wohllf observava.

    O que esta deixando você tão intrigada? Alguma foto em especifica? Primaver se levantou e foi até o mural e apontou para a foto da mulher que tanto lhe chamara a atenção.

    Sinto que conheço esta mulher, mas não lembro onde e nem como, mas algo nela é extremamente familiar...

    E novamente as lembranças afloraram em sua mente, nada muito especifico somente a sensação de calor do abraço de alguém. Ficou ali a contemplar a foto esperando a explicação da Mestra em Poções.
FORA DO AR!!!!
Avatar do usuário
Pri WP
Na Copa Mundial de Quadribol
Na Copa Mundial de Quadribol
 
Mensagens: 1146
Registrado em: 30/10/04, 13:21
Cash on hand: 573.00
Localização: Na Faculdade!!!
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Meig@ » 24/02/09, 21:45

    Apesar de estar mais tranqüila notou que Primaver simplesmente estava em outro lugar, que lugar seria esse? Um lugar em sua memória?A expressão da garota era suave, mais muito distante. Essa expressão se desfez quando ela ouviu a voz de Meig@. Ela educadamente respondeu ao comprimento com um tom um tanto quanto formal e em seguida mostrou a foto que tanto a deixou intrigada, e fora do ar.

    A professora de poções deu um sorriso suave e falou com uma falsa indignação, com um tom tranqüilo.


    Oh! Por favor, me chame só de Meig@... – caminhou para perto de seu mural acompanhando Primaver. Ela apontou uma foto de sua família,

    A foto era pouco antiga, mas a imagem era nítida como se fosse tirada recentemente. No fundoa da foto podia- se ver uma grande mansão ao fundo coberta de neve, os pais de Meig@ logo a frente sorrindo e cumprimentando alegremente.
    O Ethan, o pai de Meig@ tinha uma feição dura, mesmo sorrindo mais seus olhos verdes transmitiam muita calma e serenidade, seus cabelos eram negros, um contraste muito grande em relação a Susan, sua mãe. Pela clara quase translúcida cabelos longos quase até os pés em um tom prateado, uma expressão de ternura, obediência, e tranqüilidade. Seus olhos eram verde mais escuro, quase esmeralda.

    Por um momento ela lembrou de tudo que tinha descoberto de seu pai, de Raven... como era parecida com ele. Tentou afastar essas lembranças do passado, ela tinha se prometido bloquear esse fato, mas infelizmente era um fato que fazia parte da sua vida.

    Meig@ tinha puxado a sua mãe em quase todos os traços, e em vez de ficar com algum traço áspero dos Whollf, ficou com todo o traço da família de sua mãe, traço finos, delicados, suaves, Meigos... Foi então que se deu conta de que sempre viveu os Whollf mas nunca soube nada da vida de sua mãe mesmo em todos esses anos, depois de ter já casado, ter seus próprios filhos. Ela nunca tinha se perguntado de seus avos maternos, tios. Ser uma Whollf nunca foi fácil. Mas por que isso veio em mente agora?

    Toda essa lembrança demorou menos que meio minuto para ser processado, tempo que a professora de poções teve para apreciar a imagem de ambos,

    Olhando da foto a expressão da garota, o tom dela era muito saudosa como se algo tivesse fazendo falta nela.


    Sinto que conheço esta mulher, mas não lembro onde e nem como, mas algo nela é extremamente familiar...

    “Como?”


    Han, então você já foi para o Alaska? Essa é Susan, minha mãe...trabalha a muito tempo em um setor do ministério lá. Mas nunca saiu de lá desde que eu nasci... Engraçado eu quebrei todas as regras de minha família... viajei mundo conheci o simples e o inexplicável, casei sem autorização, já passei por tanta coisa, e ela simplesmente sempre foi submissa família de meu pai...

    O pensamento sobre a família saído um pouco a mais do meig@ acho que deveria, ela sorriu a menina parecia deslembrada com a foto

    Wow, sinto muito ficar te incomodando com minhas historias de família, elas não tem a melhor repercussão como deveriam. Mas ela aprece familiar em que sentido?

    Meig@ deixou a garota contemplando a a foto em quanto isso, ela conjurou uma badeja com uma jarra e duas xícaras, colou um pouco de água na jarra e esquentou penas com um toque da varinha que agora estava habilidosamente em sua mão. Com mais um toque dois saches de chá de laranjeira e cerejeira foram ajeitados delicadamente na bandeja.


    Toma uma xícara de chá comigo?
Imagem
Avatar do usuário
Meig@
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 697
Registrado em: 19/09/05, 14:32
Cash on hand: 6.00
Localização: Em algum lugar .. mas sempre de olho em você...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Pri WP » 27/02/09, 22:41

Spoiler
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Narração
Fala
Pensamentos
Fala de Outros Personagens
Off:
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


    Primaver ouviu atentamente a Professora Meig@, não ela nunca tinha ido ao Alaska, pelo menos não depois do terrível acidente que mudou sua vida e alterou sua memória para sempre. Achou engraçado colega já ir se abrindo e contar tanto de sua vida para ela que até agora era uma estranha, isso fez a própria língua de Primaver se soltar.

    Wow, sinto muito ficar te incomodando com minhas historias de família, elas não tem a melhor repercussão como deveriam. Mas ela aprece familiar em que sentido?

    Bem... é uma longa história... Disse enquanto tornava a se sentar e via um bule e chá se materializar na mesinha a um aceno de Meiga.

    Toma uma xícara de chá comigo?

    Acenou delicadamente para a professora e fez questão de se servir e servi-la, tomou um gole do chá de laranjeira que estava delicioso, respirou fundou e começou a contar sua vida.

    Então Meiga, quando eu era muito pequena por volta de uns 5 anos, eu fui encontrada por um casal de bruxos numa floresta, eles disseram que eu estava dentro de um carro trouxa onde havia dois corpos ao meu lado, como um acidente comum, mas os que eles supõem que são os meus pais estavam mortos pela Avada Kedrava.

    O ministério foi chamado e eu encaminhada para o Sant Mungus os curandeiros tentaram de tudo, mas não lembro de nada do que me ocorreu antes, meus pais, se tinha irmãos, onde eu vivia enfim...
    Disse ela com uma expressão triste e confusa, sempre lhe doía contar isso.

    Desde então tenho alguns flashs Déjà vu esta mulher não é exatamente uma lembrança, mas algo nela é familiar...

    Olhou novamente para a foto e terminou de beber tranquilamente o seu chá.
FORA DO AR!!!!
Avatar do usuário
Pri WP
Na Copa Mundial de Quadribol
Na Copa Mundial de Quadribol
 
Mensagens: 1146
Registrado em: 30/10/04, 13:21
Cash on hand: 573.00
Localização: Na Faculdade!!!
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Meig@ » 04/03/09, 00:21

    A garota era realmente gentil, adiantando –se serviu o chá educadamente e começoua contar detalhes de sua vida. O caso que ela contava tinha sido noticiado como uma bomba na época, mas logo abafado e escondidos pelas autoridades da época.
    As duas coisas que impressionaram na época foi : porque deixaram uma testemunha viva?E porque ninguém conseguiu retirar nada de sua memória, que parecia totalmente apagada?

    Meig@ a essa altura já estava um pouco esparramada no sofá relaxando com o delicioso chá de laranjeira. Ainda atenta as palavras da herbologista, ela percebeu uma mudança de sentimento, um pouco brusca, mas compreensível. Perder alguém é ruim, agora perder alguém e não se lembrar era um pouco pior. E de perder pessoas importantes Meig@ estava bem situada.

    Analisou a expressão da professora de confusão e triste, encarando novamente a foto de sua mãe que acenava alegremente.

    O que será que tinha de tão familiar nela? A sala ficou em silencio durantes alguns minutos, as duas encarando a foto e refletindo...talvez sobre as perdas?

    Então Meig@ se endireitou na poltrona e de um suspiro como se fosse começar a falar. Mas parou em seguida. E começou a notar na beleza da garota, era uma beleza diferente. Então sorriu, um sorriso terno que estava gritando para sair a tempos, que estava bloqueado desde os últimos acontecimentos.


    Sabe.. eu li e fiquei sabendo desse caso, só não podia imaginar que você seria a garotinha. Não lembrar do inicio da sua existência é horrível, porem ... temos que aprender a viver não é ? sem o passado? – as palavras que Meig@ diziam não eram só para Primaver, de fato essa seria a saída para sua própria dor... seu próprio passado.

    Sua mente borbulha de pensamentos mas sua expressão era tão serena que podiam ter certeza que em sua mente não havia nada, como se ela estivesse em uma grande meditação.

    Desculpe a inconveniência... mas esses D’javu dão sempre?e Quando dão o que acontece? - Ela tinha recostado a cabeça na poltrona voltando a relaxar.
Imagem
Avatar do usuário
Meig@
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 697
Registrado em: 19/09/05, 14:32
Cash on hand: 6.00
Localização: Em algum lugar .. mas sempre de olho em você...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Pri WP » 21/03/09, 21:58

    Seu chá estava delicioso e isso ajudou a Primaver a se sentir mais confortável na presença da Mestra de Poções, suas lembranças sempre desconjuntadas tinham feito ela uma mulher forte, porém sempre foi curiosa quanto o que poderia ter acontecido em seu passado.

    Muitas foram às especulações na época: bruxaria das trevas, queima de arquivo, seqüestro, acaso... Mas com o passar do tempo e sua alta no Sant Mungus Primaver ganhou uma nova vida longe desta "fama" indevida. Seus pais adotivos um casal rico e sem filhos subornaram muitas pessoas para ver a pequena órfã livre da impressa e sua influencia para afastá-la do ministério dando a ela uma infância na sua totalidade feliz.

    Ajeitou a gola de sua camiseta trouxa e se inclinou novamente para frente para ter uma visão melhor da foto, a mulher era linda, mas Primaver tinha certeza que nunca a vira antes. Apenas sua expressão e olhos eram familiares de uma forma estranha.


    Sabe.. Eu li e fiquei sabendo desse caso, só não podia imaginar que você seria a garotinha. Não se lembrar do inicio da sua existência é horrível, porem... Temos que aprender a viver não é? Sem o passado? Disse Meiga interrompendo o seu momento de reflexão, acenou com a cabeça para ela ver que ouvira e concordava, mas isso era um assunto a se pensar.

    Desculpe a inconveniência... Mas esses D’javu dão sempre? E Quando dão o que acontece? - Pri bebeu mais um pouco de chá para enquanto pensava em como responder essa pergunta.

    Bem os Déjavu vêm e voltam, nunca com um padrão varia muito... Já fiquei sem ter eles por meses e uma época ele vinham diariamente sempre que eu voava numa vassoura, o que me ocasionou alguns tombos, pois fico imóvel e sem ação durante eles. Ultimamente é menos freqüente, mas sinto ou vejo coisas que não sei da onde vem. Mas olha eu aqui enchendo você com meus problemas o que você queria falar comigo?
    Disse ela se lembrando das várias cicatrizes em seus joelhos e braços, sorriu olhando para Meiga e se serviu de mais chá. Enquanto aguardava o porque fora chamada até a sala.


FORA DO AR!!!!
Avatar do usuário
Pri WP
Na Copa Mundial de Quadribol
Na Copa Mundial de Quadribol
 
Mensagens: 1146
Registrado em: 30/10/04, 13:21
Cash on hand: 573.00
Localização: Na Faculdade!!!
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Aposentos da Profa. de Poções - Meig@ Wohllf Woodcroft

Mensagempor Meig@ » 22/03/09, 10:41

    A conversa estava interessante, não porque estava especulando a vida da jovem professora, mas por que até certo ponto sua presença lhe fazia bem, a conversa era relativamente agradável e a fazia esquecer momentaneamente o que estava a martelar na sua cabeça e que ninguém iria entender ou saber realmente.

    Observava cada movimento, cada detalhe da roupa da garota. Ela jovem forte e motivada. Para Meig@ ela era uma aluna crescida. Sorriu e ouviu atentamente a resposta dela.


    Déjavu inconsistentes... -pensou em voz alta, nesse momento estava olhando para as fotos do mural que nada tinham haver com o assunto, mais em segundos voltou a encarar os olhos negros da herbologista - sabe o que isso significa? - por hesitante notou espanto na face da garota - Significa que... Bom eu tenho uma teoria forte, no Sant Mungus eles não queria realmente que você lembrasse, eles queriam saber o que aconteceu... Conheço bem o lugar pra afirmar isso... Ainda mais porque fatalmente teve mortes envolvidas, o ministério detesta não ter respostas... É uma boa teoria... -falou quase que em um sussurro estava com o pensamento longe. Esse estado foi quebrado por uma pergunta de Primaver.

    Meig@ tomou mais um gole de seu chá e pousou a xícara na mesinha, jogando todo seu corpo para frente encarando a garota a gora com um ar de questionamento. Por que mesmo queria falar com ela? Reencontrou na poltrona relaxando o corpo a mente ainda trabalhando em varias coisas ao mesmo tempo.

    Humm... dei- me ver... ah sim claro... Além de te conhecer e te dar boas vindas... não o pude fazer apropriadamente no baile, gostaria de saber se você ainda possui pétalas de Flor de Liz, as minhas acabaram e vou ter que agudar a próximo luar para ir à floresta proibida colher mais, sabia que temos sorte? Ela é extremamente rara, mas eu descobri um lugar em especial que ela desabrocha aqui na floresta proibida, só que ainda não estão prontas... -suspirou.

    Quase tinha me esquecido disso, fiquei me intrometendo na sua vida, peço muitas desculpas por isso, eu sou uma pessoa que revira em mistérios da vida - rolou os olhos tristemente nessa hora - alias mais do que eu deveria.
    Ela concluiu a frase com uma amargura voz.Então se quiser me acompanhar quando elas tiverem para florescer seria uma agradável companhia.
Imagem
Avatar do usuário
Meig@
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 697
Registrado em: 19/09/05, 14:32
Cash on hand: 6.00
Localização: Em algum lugar .. mas sempre de olho em você...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória


Voltar para Arquivo de RPs

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron