[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Notice: in file [ROOT]/includes/session.php on line 2199: Array to string conversion
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4731: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4733: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4734: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
[phpBB Debug] PHP Warning: in file [ROOT]/includes/functions.php on line 4735: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at [ROOT]/includes/functions.php:3815)
Grimmauld Place • Exibir tópico - [EVENTOS] Baile de Abertura do Ano Letivo

[EVENTOS] Baile de Abertura do Ano Letivo

RPs antigas? Histórias que quer rever? Subfórum destinado ao arquivamento dos tópicos de jogo do RPG. Você veio ao lugar certo!

Moderador: RPG

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Renan » 16/05/10, 00:19

    “Boa noite”.

    Faria questão de ser breve ainda que polido, pois a brevidade naquele momento lhe inspirava leveza – e era tudo o que precisava. Cumprimentou a todos os presentes com boa postura e atreveu-se a deter um olhar mais cuidadoso sobre a professora de poções. Ela tinha ares de perita, como o era, mas havia mais que isso em sua aparência.

    “Espero que venha a apreciar nosso banquete, Srta. Qwysking”, enunciou, anfitrião, com uma mesura singela. “Sinta-se em casa.”

    Ergueu-se sem demora e lançou um olhar de esguelha para Stella, que havia se apresentado à mesa com singular firmeza. Sorriu-lhe discretamente, como se passasse confiança, antes de tomar seu posto ao centro da mesa dos professores.

    Observava a movimentação no salão com certa curiosidade. Era estranho. Pouquíssimo tempo, horas, depois dos eventos acerca do roubo do chapéu seletor e todos estavam ali prontos para festejar o recomeço do já atrasado ano letivo.

    Não teve tempo de, como gostaria, começar seu discurso de abertura. Um aluno muito alto se dirigia até ele a passos largos, os movimentos carentes de qualquer leveza, mas de algum modo firmes e, certamente, imponentes. A secura em sua voz, quando lhe sussurrou, chegou a salgar a boca de Renan. Katerina se fora; a cadeira de Feitiços, vaga.

    Sem perder tempo, levantou-se da cadeira e apertou o ombro do rapaz. Mirou nos olhos dele instintivamente e, em três segundos, viu tudo o que precisava ver; tudo o que o menino deixara ver: os excelentes conceitos em feitiços, os NOMs, a carta para petição de estágio.

    “Interessar-se-ia o senhor em lecionar aqui?”, perguntou, direto, enquanto se lembrava de que fora aquele garoto o sonserino a gritar por calma no Expresso de Hogwarts. “Pois é claro que sim.”

    O Diretor se levantou mais uma vez e deu um tapinha nas costas do rapaz, ele diria, contente, ainda que parecesse pensar em sair dali o mais rápido possível há quinze segundos atrás. Indicou um assento livre à mesa para o jovem que rapidamente tomou a postura de um professor e ergueu as mãos para que o silêncio se fizesse no Grande Salão. Finalmente.

    “Muito boa noite, meus caros alunos e alunas”, principiou com a voz firme, elegante. “É com muito prazer que anuncio que tudo está em ordem e que enfim poderemos começar nosso ano letivo!”

    “Gostaria de reiterar, como sempre, que a Floresta Proibida é realmente proibida e assim continuará sendo até o fim dos tempos. Não sair pelos corredores de noite é estritamente necessário para que sobrevivam e eu realmente gostaria que tomassem muito cuidado com tudo e todos. Mas, disso, todos vocês sabem.

    “As novidades de agora estão no corpo docente. Todos saúdem os professores Augusto Corvinus e Hokuto Umeda, mestres de História da Magia e Feitiços, bem como a renomada professora Zaphyra Qwysking, de Poções! Tivemos um problema sério em contatar o mestre de Trato das Criaturas Mágicas, mas acredito que contornaremos a falta. Aliás, como não só dos novos é feita Hogwarts, saudemos também os professores Ariel Ruthven e David Bergerson e as mestras de Sophie Crawfort e Primaver Fuku, que felizmente continuam conosco.”

    Todos saudaram os professores com uma salva de palmas relativamente animada, o que era bom, dados os acontecimentos mais recentes. Renan esperou o barulho cessar e logo voltou a falar.

    “Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.”

    Tão logo sentou-se, o burburinho recomeçou. Limitou-se a recostar-se no assento confortável e fechou os olhos por um segundo. Quando os reabriu, contemplava o teto encantado do Salão, magnificamente majestoso.

    Conseguira.
RPG // Renan Shellden Skuli

Mande MP clicando aqui!
Avatar do usuário
Renan
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 881
Registrado em: 20/07/05, 21:36
Cash on hand: 193.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Corvinal


Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor G. R. Martins » 16/05/10, 00:52

- Isso mesmo, o Lugh está certo, Sarah. Você não precisa ter medo, é justamente por isso, também, que você veio pra cá. Você vai aprender a controlar e usar muito bem a magia.

"Não era bem isso que eu queria dizer... mas acho que foi melhor..."

-Afinal, pelo que eu saiba, este é o objetivo de Hogwarts, não?

Lugh sorria, calmo. Instantes antes, ele se preocupava com uma trama que poderia envolvê-lo, mas agora, ela escapara completamente de sua mente e pela primeira vez, ele se sentia como apenas um jovem segundanista sem maiores problemas.

- Quem é aquele professor com cara de que tá passando mal? Todos ali são os nossos futuros professores?

Lugh se virou para a mesa, calmo, enquanto Daniel respondia a garota.

- Aquele é David Bergerson, professor de Astronomia. Ele é... legal. Os outros são professores também, mas tem alguns novos, que eu também não conheço ainda. A srta. Le Flay, a guarda-caças, e a srta. Di Fiore, bibliotecária, também estão lá.

-O que poderia estar acontecendo com ele? Tenho de dizer, o ambiente anda um pouco "carregado" apenas para um Início de Ano Letivo, mas não pensei que o Prof. Bergerson fosse sensível a isso... pelo menos, não tão sensível...

Naquele instante, Lugh simplesmente se silenciou, já que o Diretor começou a lhes dar suas palavras.

"Vamos ver o que você tem a nos dizer... e o que eu posso concluir disso..."

“Muito boa noite, meus caros alunos e alunas. É com muito prazer que anuncio que tudo está em ordem e que enfim poderemos começar nosso ano letivo!”

"Ao contrário do nosso período anterior..." - ele pensou, mas sua mente não sofreu nenhum desvio...

“Gostaria de reiterar, como sempre, que a Floresta Proibida é realmente proibida e assim continuará sendo até o fim dos tempos. Não sair pelos corredores de noite é estritamente necessário para que sobrevivam e eu realmente gostaria que tomassem muito cuidado com tudo e todos. Mas, disso, todos vocês sabem.”

"Só posso imaginar como os primeiranistas mais medrosos reagirão ao ouvir essa notícia... Huhuhun..."

“As novidades de agora estão no corpo docente. Todos saúdem os professores Augusto Corvinus e Hokuto Umeda, mestres de História da Magia e Feitiços, bem como a renomada professora Zaphyra Qwysking, de Poções! Tivemos um problema sério em contatar o mestre de Trato das Criaturas Mágicas, mas acredito que contornaremos a falta. Aliás, como não só dos novos é feita Hogwarts, saudemos também os professores Ariel Ruthven e David Bergerson e as mestras de Sophie Crawfort e Primaver Fuku, que felizmente continuam conosco.”

"Corvinus... Umeda... Qwysking... Não, nada familiar..."

“Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.”

Lugh respirou bem fundo. Porém, ao estender o corpo para fazê-lo, ele viu um pacote cair do meio de suas coisas... Era o pacote de folhas mais recente de L.

-Você age de modos que eu mal posso compreender... Pois bem.

O garoto o pegou rapidamente e guardou em sua mochila, um pouco surpreso pelo fato do objeto ter estado em seu colo, mas sem nenhuma outra suspeita...
Fala/Fala outros personagens/Pensamentos/Cartas e outros escritos


Grimm Awards: Mais Sem-Noção / Mais Nerd

Corvi Awards: Mais Fajuto / Mais Nerd


Imagem
Avatar do usuário
G. R. Martins
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 530
Registrado em: 14/07/09, 22:03
Cash on hand: 1,136.00
Localização: Seu questionamento excessivo é deveras deselegante e desnecessário.
Sexo: Masculino
Estado: MG
Casa: Corvinal

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Morgana Flamel » 16/05/10, 03:24

Spoiler
Narração: *...*
Fala: - ...
Fala de outros: - ...
Pensamento: "..."



*Morgana estava quieta sentada na mesa observando tudo, só agora pode dar mais atenção ao ambiente, já que sua raiva já tinha amenizado, o salão era bonito, não muito diferente do que estava acostumada na França... Ao longo da mesa e de outras também havia vários grupinhos que conversavam animadamente, mais ao fundo havia uma outra mesa onde supunha ser dos professores e eles também conversam entre si.
Morgana brincava com seus cachos enquanto divagava sobre sua situação, não havia gostado nada dessa mudança repentina, não conhecia nada e nem ninguém dali... E pelo visto iria ser difícil sair dali para se descobrir alguma coisa... Ela viu um homem passar pela porta e ir em direção a mesa dos professores, mas não deu importância a isso, logo depois viu um outro homem passar acompanhado por uma mulher e quase em seguida avistou seu “querido” tutor seguir na mesma direção, observava o movimento tentando entender alguma coisa, minutos depois o homem que entrou acompanhado da mulher começou a discursar...*

- Muito boa noite, meus caros alunos e alunas * principiou com a voz firme, elegante.* É com muito prazer que anuncio que tudo está em ordem e que enfim poderemos começar nosso ano letivo!

*a garota prestava atenção ao discurso*

- Gostaria de reiterar, como sempre, que a Floresta Proibida é realmente proibida e assim continuará sendo até o fim dos tempos. Não sair pelos corredores de noite é estritamente necessário para que sobrevivam e eu realmente gostaria que tomassem muito cuidado com tudo e todos. Mas, disso, todos vocês sabem.

*Morgana estava achando por demais estranho e curioso o discurso*
“Mas que tipo de discurso é esse?”

- As novidades de agora estão no corpo docente. Todos saúdem os professores Augusto Corvinus e Hokuto Umeda, mestres de História da Magia e Feitiços, bem como a renomada professora Zaphyra Qwysking, de Poções! Tivemos um problema sério em contatar o mestre de Trato das Criaturas Mágicas, mas acredito que contornaremos a falta. Aliás, como não só dos novos é feita Hogwarts, saudemos também os professores Ariel Ruthven e David Bergerson e as mestras de Sophie Crawfort e Primaver Fuku, que felizmente continuam conosco.

*A garota estava boquiaberta ao saber que seu tutor era um professor daquela escola*
“Só pode ser uma brincadeira... Tem que ser uma brincadeira!!! Ele!?!?!?! Um professor???”

*Todos saudavam os professores com uma salva de palmas relativamente animada, todos, menos Morgana que estava chocada demais com a notícia. Assim que o silêncio voltou, o homem continuou com sua fala.*

-Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.

*A comida se fez presente na mesa, mas a garota demorou um tempo ainda para reparar nesse detalhe, seus pensamentos a mil por hora, sem muita opção para o momento, passou a se servir de um pouco de comida, tirou a capa que a essa altura já a estava incomodando e dessa forma revelou por fim suas vestes finas e que indicavam certamente que era alguém da nobreza, algo que muito provavelmente foi obrigada a vestir, ajeitando a capa no colo, Morgana pega os talheres e com muita calma começa a comer.*
Imagem

Presente do PH ^^


Spoiler
[center]"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos". Charles Chaplim


Gêmea da Anna, irmã mais velha da Erikitxa e da Mee, Mãe do CrazinLestrange, Tia da Paulinha e Cunhas da Bety
Avatar do usuário
Morgana Flamel
Conhecendo A Toca
Conhecendo A Toca
 
Mensagens: 343
Registrado em: 03/07/08, 17:02
Cash on hand: 7.00
Localização: Em um certo aposento nas masmorras...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Hokuto » 16/05/10, 04:59

    Certamente, quem via de fora apreciava o espetáculo. Primeiro o diretor olhara com carinho para aquela moçoila com ares de cabeça-de-vento, depois tomou o centro, completamente senhor de si. Mas Hokuto viu o sangue sumir do rosto do professor quando recebeu a novidade, o que rendeu uma erguida básica de sobrancelha do oriental por ser tão previsível. A cena a seguir foi um tanto cômica, pelo menos quando se tratava do humor deturpado de Hokuto: O diretor levantara, ergueu bastante a cabeça e o braço para alcançar o ombro do oriental, mas o humor acabava ali. Quando os olhares se encontraram, Hokuto sentiu a parte irrelevante da sua vida ser vasculhada, incluindo notas, conceitos e outras aleatoriedades acadêmicas e se perguntou porque o diretor queria saber daquilo.

    - Interessar-se-ia o senhor em lecionar aqui?

    Apesar do coração ter acelerado, Hokuto sentiu-se morrer por dentro, como mais cedo. Fechou os olhos para evitar sua intimidade invadida, já que um furacão de lembranças devastou suas defesas. Lembranças dela, o que complicava mais ainda. Dono de si novamente, prontamente concordou com sua irreverência habitual:

    - Que pergunta estúpida, é claro que sim!

    - Pois é claro que sim. - Renan concluiu, ao mesmo tempo.

    Se todos estes acontecimentos durarem mais de um minuto era muito. Na verdade, foi tudo tão rápido a ponto de ser praticamente imperceptível se você demorasse um pouquinho mais para olhar. Particularmente, achara irresponsável. Quase um suicídio social do diretor. Olhou para a bibliotecária, desconfiado. Era claro que ela andava dando algum entorpecente para o homem que agora era seu chefe. Não tinha nenhuma outra justificativa plausível. Mas que se danasse. Agora recebia um tapinha nas costas, uma cadeira na mesa mais visada no salão e nela se sentava, como se fosse certo.

    E mais uma vez a sua vida deu outra volta, parando em algum ângulo torto. De novo. Tudo bem, ainda sentia falta da mãe e era dono de uma creche particular, mas teria um salário no bolso. E nenhuma ideia de como ia montar várias aulas para o dia seguinte, mas isso não era relevante ainda. Cruzou os dedos e nele apoiou o queixo, pensativo, mas teve a decência de dar um aceno qualquer quando foi anunciado como professor de feitiços.

    Professor de feitiços. Era demorada a absorção destas palavras, como um grande pedaço de bolo de chocolate que você demora para mastigar, porque, como dito antes, simplesmente é grande demais, a ponto de sufocar.

    Mas estava se recuperando. E isto significava que em dez segundos, estava com sua máscara de zombaria pronta de novo, desta vez, somado a um ar de superioridade que só seria irritante para uma pessoa em específico. Acenou cinica e discretamente para sua tutorada. Autoridade dobrada, queria lhe dizer, através do sorriso maroto. Ou triplicada, a depender da relação da moça com dinheiro.

    Quando a comida surgiu no seu prato, lembrou que estava sem fome. Já tinha jantado, na Travessa do Tranco, com o moleque. Levantou-se. Precisava contar para ele a boa nova. Que seria possível cumprir sua promessa. Levantou-se e dirigiu-se ao diretor:

    - Obrigado pela oportunidade, senhor. Darei meu melhor. - Ele concluiu com voz grave e seriedade, prestando a reverência oriental.

    Mas não seria o Hokuto que conhecemos se não completasse, ainda que ao pé do ouvido, de forma irônica:

    - Assim que possível, me apresente para aquela moça afetada de nariz empinado e ares franceses. Será um prazer profundo conhecê-la... Agora, se me permite... - Obviamente estava falando da senhorita Marianne Theirn Villeneuve, embora não soubesse seu nome de fato.

    E se levantou para ir embora, mas parou. O sexto sentido mandava ficar. E ele obedeceu. O menino saberia das boas novas, mais cedo ou mais tarde e dormiria num lugar melhor, finalmente.

    E apesar do problema que arrumara por conta da montagem apressada das aulas, sua vida mudara para melhor. E ele saberia ser grato. E como saberia...
Avatar do usuário
Hokuto
Descobrindo a Profecia
Descobrindo a Profecia
 
Mensagens: 2871
Registrado em: 12/06/08, 23:24
Cash on hand: 760.00
Sexo: Feminino
Estado: AC
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Crazin » 16/05/10, 11:11

* Crazin esperava a garota responder quando o diretor começou a falar e falar e falar, aquele discurso de diretores e logo apareceu comida sobre a mesa... Comida??? Seu tio lhe falara que comida só era servida depois da seleção! Será que não seriam selecionados? Crazin não estava com um pingo de fome. Pegou a faca e sua varinha e começou a brincar de transfiguração com ela sem muito sucesso de início e até que conseguiu uma adaga de prata depois de algum tempo... Seu tio lhe ensinara algumas magias escondido, principalmente magias que não deveria aprender nunca.

- Interessante cardapio... - Crazin nunca fora de falar muito, talvez fosse a presença da garota que fizesse aquilo, mas não deveria esquecer do que viera fazer ali. Ele tinha que escolher logo o destino de toda uma vida.

- Estou sem fome. - Crazin disse finalmente depois de conseguir uma adaga de prata brilhante com esmeraldas no punho que formavam olhos muito belos, uma réplica perfeita da adaga de sua mamãe. Mas essa não tinha valor algum, era uma cópia sem sentido. De qualquer forma a guardou como lembrança.
Imagem


Spoiler
Minha família:
filho de Morgana Flamel
padrinho da Stephanie Black
pai de Nathaliajingle e
Srta. B. Rose WP
maninho de Vyolet Prince
Avatar do usuário
Crazin
Conhecendo A Toca
Conhecendo A Toca
 
Mensagens: 241
Registrado em: 17/03/10, 17:10
Cash on hand: 108.00
Localização: Treinando com os descendentes do clã
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor EvilPoisonArbok » 16/05/10, 11:45

- Olá, acho que ficamos agitados e não lhe demos a oportunidade de responder. hsuahsushuashaush' Por favor, estou te ouvindo com toda a atenção.

* Crazin esperava a garota responder quando o diretor começou a falar e falar e falar, aquele discurso de diretores e logo apareceu comida sobre a mesa... Comida??? Seu tio lhe falara que comida só era servida depois da seleção! Será que não seriam selecionados? Crazin não estava com um pingo de fome. Pegou a faca e sua varinha e começou a brincar de transfiguração com ela sem muito sucesso de início e até que conseguiu uma adaga de prata depois de algum tempo... Seu tio lhe ensinara algumas magias escondido, principalmente magias que não deveria aprender nunca.

- Interessante cardapio... - Crazin nunca fora de falar muito, talvez fosse a presença da garota que fizesse aquilo, mas não deveria esquecer do que viera fazer ali. Ele tinha que escolher logo o destino de toda uma vida.

- Estou sem fome. - Crazin disse finalmente depois de conseguir uma adaga de prata brilhante com esmeraldas no punho que formavam olhos muito belos, uma réplica perfeita da adaga de sua mamãe. Mas essa não tinha valor algum, era uma cópia sem sentido. De qualquer forma a guardou como lembrança.


Ainda aguardavam a resposta de Pagu. Stephanie sentia tanta fome quanto Crazin. Embora a comida parecesse realmente boa, a garota tinha tantos pensamentos na cabeça que não conseguiria comer. Sua última preocupação era o efeito que o garoto surtia em si. Steph, que sempre fora uma garota centrada e possuidora de um auto-controle inabalável agora se sentia perturbada.
Olhava para cada um de seus amigos, e parava em Pagu. Steph não conseguia dizer mais nada.
Pokemon #024 - Temos que pegar...


Spoiler
Imagem
Supernatural Forever


Imagem
Avatar do usuário
EvilPoisonArbok
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 74
Registrado em: 16/02/10, 13:47
Cash on hand: 580.00
Sexo: Feminino
Estado: PR
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Sheu » 16/05/10, 12:11

Sentada na mesa dos professores, Zaphyra acompanhou o momento em que o diretor entrou no Salão Principal, acompanhado de uma moça esguia, de longos cabelos castanhos. O burburinho em que se encontravam os alunos logo cessou e a professora de poções observou como havia um certo respeito, ou quem sabe, medo no olhar daquelas crianças. A expressão do diretor era de uma tranquilidade absurda, talvez até forçada, mas seu rosto estava marcado por uma aura embasada a um olhar mais cuidadoso. Zaphyra estava acostumada a analisar a sobrecarga em uma expressão, mas não poderia ser diferente naquele homem que passou por inúmeras provações há pouquíssimo tempo. Um outro em seu lugar não se recuperaria tão rápido.

Zaphyra direcionou seu olhar à mulher que o acompanhava. Ela tinha uma postura elegante, de fato, mas parecia querer saltitar a qualquer momento, tamanho o brilho em seu rosto. Embora estivesse claramente precisando de um bom kit de poções reestabelecedoras de equilíbrio de beleza, a sua maquiagem escondia tais desgastes em sua face. O que mais interessou Zaphyra foi um quê de orgulho em seu olhar. Uma breve troca de palavras a caminho da mesa e ela corou, olhando para o chão.

Certamente, um affair, concluiu Zaphyra, em pensamento.

Ao finalmente notar que todos acompanhavam seus movimentos, a senhorita tentou se recompor e sorriu com naturalidade. Sim, ela conseguia passar isso com muita facilidade. Certamente, era uma mulher muito inocente em seus sentimentos. A vida logo a faria cair em si e notar que nem tudo são flores, mas aquele não era um problema de Zaphyra.

- Boa noite, senhoras e senhores. Meu nome é Stella di Fiore e eu sou a encarregada desta biblioteca, apesar de ainda não ter conseguido chegado perto dela. Na verdade, é um milagre que eu esteja viva, porque, durante o caos, eu fui atingida por uma maldição e passei quase uma semana tentando me recuperar e... Bom, alguém consegue organizar uma biblioteca enquanto está desmaiada?

A mulher voltou a sorrir simpática e Zaphyra deu um gole em seu vinho para disfarçar um breve sorriso irônico. A bibliotecária praticamente resumiu sua estadia em Hogwarts e sua clara falta de êxito em realizar seu trabalho. Era uma apresentação um tanto patética, uma vez que apenas dizer o seu nome era suficiente para manter um certo status entre os professores. Mas Zaphyra ignorou toda a lógica em seu pensamento. A vontade de apenas cumprimentá-la com um aceno e depois fingir que não a conhecia, como normalmente o faria, deu lugar a uma simpatia absurdamente natural.

- Boa noite. Eu sou Zaphyra Qwysking, a nova professora de Poções. Um prazer conhecê-la, minha cara. Sente-se, por gentileza.

O ar de segurança em sua fala e a presteza em seus modos certamente eram convidativos para a mulher diante de si. Não havia tomado uma atitude deveras exagerada e sorriu, simpática à mulher. Sabendo como ela precisava de um porto seguro naquele momento, para disfarçar sua clara dependência do homem que agora se preparava para abandoná-la em prol da escola, Zaphyra se tornaria automaticamente sua melhor amiga naquele momento. E, de fato, era esse tipo de laço que buscava com a bibliotecária, ainda que não fosse algo real, mas disso a outra não precisava saber.

“Boa noite”

Seu olhar foi direcionado ao homem que lhe falava, o então diretor, que se deteve em analisá-la por alguns instantes. Já estava se tornando uma rotina em Hogwarts, mas talvez fosse a suspeita de que Zaphyra perdesse a cabeça e começasse a envenenar criancinhas durante as aulas. Afastou o pensamento quando o homem voltou a falar.

“Espero que venha a apreciar nosso banquete, Srta. Qwysking. Sinta-se em casa.”

No momento em que o diretor se aproximou para fazer a mesura, Zaphyra sentiu um certo cheiro de algo conhecido. Não pôde evitar respirar discretamente o ar que envolvia aquele homem. Seria um perfume de algum de seus ex-maridos? Talvez uma de suas poções para a beleza ou, quem sabe, apenas um bom energético?

- Agradeço a atenção, Sr Skuli. E, mais uma vez, agradeço a gentileza do convite para lecionar em Hogwarts - e retribuiu a mesura com educação, acompanhando com ar pensativo acerca do cheiro que sentira.

Enquanto trocava breves palavras com o diretor, notou um jovem rapaz, porém muito alto, atravessar o Salão Principal determinado a dirigir-se para alguém na mesa dos professores. Quando anunciou algo discretamente para o diretor, notou que se tratava de um problema de última hora. O diretor ergueu-se para o jovem, que era um pouco mais alto e tomou uma decisão absurda, na opinião de Zaphyra.

“Interessar-se-ia o senhor em lecionar aqui?”

- Que pergunta estúpida, é claro que sim!

“Pois é claro que sim.”


Perdão?? pensou, exatasiada É desta forma que este homem seleciona seus professores? Me sinto ultrajada!

Evidente que tal imprevisto poderia ser resolvido com uma simples remessa de corujas em busca de um professor de Feitiços. Tal cadeira era almejada por muitos e, certamente, preenchida com rapidez. Mas o diretor continuou suas ações sem que aquilo o abalasse, mesmo que alguns professores torcessem o nariz, com razão.

Ouviu o discurso do diretor com atenção, afinal, seria a primeira vez que o faria. Floresta Proibida fora do alcance de alunos, não sair à noite pelos corredores, etc etc. Fez um breve aceno quando o Sr Skuli citou seu nome e acompanhou com os olhos os outros professores que se manifestavam. A salva de palmas dos alunos foi animada talvez pelo simples fato de tudo estar bem, porque, com certeza, não se tratava de todas as aulas e provas que fariam durante o ano letivo.

“Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.”

Perdão?? pensou e encarou atônita para o diretor que se sentou Este homem ficou louco??

Zaphyra encarou estarrecida para as crianças que agora olhavam perdidas para todos os lados. Elas ainda não haviam sido selecionadas e o banquete, liberado. Sem saber onde sentar-se, ficaram basicamente paradas no meio do Salão, esperando Merlim sabia o quê.

Off: Don´t worry, kids. Está tudo nos planos ~foge
Spoiler
RPG
fala ~ *pensamento* ~ narração ~ outros personagens
Avatar do usuário
Sheu
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 819
Registrado em: 19/05/08, 19:33
Cash on hand: 2,631.00
Localização: Tentando descobrir a senha da Mulher Gorda e voltar para Grifinória
Sexo: Feminino
Estado: BA
Casa: Grifinória

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Sheen » 16/05/10, 18:57

*Em uma maravilhosa noite de outono, o baile de abertura da escola para bruxos de Hogwarts já havia começado. Risos, faces alegres, gargalhadas, alguns acidentes, algumas situações desgradáveis dentre tantas memóraveis, formam esse momento mágico que ficaria na memória de muitos dos jovens por toda sua vida. No entanto, a lua crescente ainda que encorberta daquela fria e úmida noite, era testemunha do pequeno garoto que corria pelos corredores da escola, até mais rápido que o forte vento que batia nas janelas do castelo*

{Se alguém me descobrir aqui, será que eles serão punidos? Se alguém me ver correndo, será que eles serão punidos? Se alguém não permitir que eu entre, será que eles serão punidos?}

*Perdido em seus diversos pensamentos inseguros, o garoto parecia se preocupar mais com os outros membros de sua casa do que com sua própria segurança, esquecendo do detalhe de que aquela era sua primeira noite no local. Aliás, a falta de conhecimento a cerca do local, deveria ser a razão de estar rodando em circulos por tanto tempo. Não que seja algo intencional, já que o pequeno garoto ficou para trás depois de ser alvo de um trote de outros alunos que pediram para ele realizar um favor (buscar um objeto que não existia, diga-se de passagem) logo quando os outros alunos sairiam. A inocencia deste não permite que ele note que aquilo foi uma brincadeira de mal gosto para que não participasse do baile. Em contrapartida, estava não apenas preocupado por estar indo atrasado, como também por ter falhado em não encontrar o objeto que fora solicitado (já que o mesmo não existia)*

{É .. aqui?}

*Pensa o garoto diante de duas enormes portas de carvalho ricamente entalhadas, onde mais a frente pode ver que aquele ambiente possuia uma iluminação única e parecia até mesmo ser mais aquecido do que os escuros corredores pelo qual correu por tanto tempo. Entrando no local aparentemente sem ser notado, o garoto logo percebe que o baile já havia obviamente começado, mesmo que não notasse a presença de alguns professores. Reservado, o garoto logo caminha até a parece mais próxima, sem chamar muita atenção. Curiosamente, sua insegurança havia desaparecido e seu olhar sem hesitação poderia apresentar algo mais otimista e confiança. Parecia mais aliviado, ou talvez toda insegurança -oque não é natural- fosse pela experiência de conviver com outros bruxos além de seu avô. Até aquele momento, era dificil para o garoto acreditar que estava em um lugar com tantos bruxos e que um lugar tão lindo como aquele existia*

{Como será?}

*Pensava o garoto olhando para o teto, perdido em seus pensamentos analisando como seria o feitiço para fazer um teto como aquele. Por um instante, este desvia sua atenção do teto e observa todos os alunos ao seu redor. Aquelas faces felizes, risos, clima de companheirismo, eram todas coisas muito diferenças de sua passado problemático e recheado de situações tristes. Fechando os olhos com a cabeça para baixo, o garoto esboça um sorriso, abraçando aqueles sentimentos em seu coração, aceitando aquele lugar como seu novo lar, sua nova familia. Abrindo os olhos com um forte sorriso, o garoto começa a caminhar pelo salão sem atrapalhar as danças e sem chamar atenção, fazendo uma rápida analise do local e conhecendo algumas faces que poderia vir a conhecer um pouco mais futuramente*
Avatar do usuário
Sheen
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 24
Registrado em: 03/05/10, 15:01
Cash on hand: 234.00
Localização: São Paulo - SP
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Jenni W. » 16/05/10, 20:33

Spoiler
Narração
Fala
Pensamento
Fala de Outros
OFF


- Muito boa noite, meus caros alunos e alunas. É com muito prazer que anuncio que tudo está em ordem e que enfim poderemos começar nosso ano letivo!

Gostaria de reiterar, como sempre, que a Floresta Proibida é realmente proibida e assim continuará sendo até o fim dos tempos. Não sair pelos corredores de noite é estritamente necessário para que sobrevivam e eu realmente gostaria que tomassem muito cuidado com tudo e todos. Mas, disso, todos vocês sabem.

As novidades de agora estão no corpo docente. Todos saúdem os professores Augusto Corvinus e Hokuto Umeda, mestres de História da Magia e Feitiços, bem como a renomada professora Zaphyra Qwysking, de Poções! Tivemos um problema sério em contatar o mestre de Trato das Criaturas Mágicas, mas acredito que contornaremos a falta. Aliás, como não só dos novos é feita Hogwarts, saudemos também os professores Ariel Ruthven e David Bergerson e as mestras de Sophie Crawfort e Primaver Fuku, que felizmente continuam conosco.


Jenni aplaudiu os professores junto com os outros olhando cada um deles.

- Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.

Jenni continuou olhando para a mesa dos professores por um tempo, entao se serviu com um pouco de comida e suco, depois disso se virou para Lugh e Daniel e perguntou.

- Os professores antigos... Eles são bons? De qual vocês gostam mais?

OFF: desculpa por sumir desse jeito, meu irmão quebrou o pc aqui de casa e so deu pra conserta agora :s
Imagem

                          faria de tudo por eles ღ

Imagem Imagem
Avatar do usuário
Jenni W.
Recebendo a visita de Hagrid
Recebendo a visita de Hagrid
 
Mensagens: 42
Registrado em: 23/09/09, 14:20
Cash on hand: 107.00
Sexo: Feminino
Estado: RJ
Casa: Corvinal

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Sarah Burton » 16/05/10, 20:57

Narração
Fala
Pensamento
Outros e variações
Off

Sarah estava respirando com certa dificuldade e seu rosto estava branco como se tivesse visto um fantasma. A hipótese de bichos atacarem ela enquanto estivesse do lado de fora simplesmente tinha mexido com alguma coisa. Talvez uma vida passada, quem sabe?

- Não se subestime, minha cara.

Disse o menino da Corvinal, Lugh, de modo calmo e gentil como antes não tinha feito. Mas logo depois deu um sorrido estranho, o que fez um calafrio horroroso percorrer o corpo da menina, que tremeu.

-Você nem faz ideía do que pode ser capaz de fazer... depois do treino certo.

Aquilo soou familiar para ela. Já tinha ouvido isso antes, verdade, antes mesmo de vir para Hogwarts. Todo o apoio que recebeu, todas as explicações, mas, ainda assim, não parecia ser suficiente. Talvez, se ela soubesse da existência do mundo da magia desde sempre, fosse diferente.

Por que os adultos tem que complicar tanto as coisas? pensou.

A voz do garoto Daniel a trouxe de volta a realidade. Ele estava sorrindo e concordando com o Lugh. De alguma forma, mesmo que estranho, o pânico tinha diminuído bastante.

- Isso mesmo, o Lugh está certo, Sarah. Você não precisa ter medo, é justamente por isso, também, que você veio pra cá. Você vai aprender a controlar e usar muito bem a magia.

-Afinal, pelo que eu saiba, este é o objetivo de Hogwarts, não? - disse o menino da corvinal, com um sorriso calmo de verdade.

- Eu sei, mas é mais fácil para vocês falarem. Quando a gente não sabe nada... nada desse mundo aqui, é difícil. Eu já ouvi falar de centauros, aranhas gigantes, cobras que petrificam... sabe, eu achava que era brincadeira. Eu sou filha de trouxas, Daniel. A gente não está acostumado com isso. Talvez... talvez se antes de saber que eu era bruxa eu soubesse que isso tudo existia - arriscou falar - Talvez fosse diferente, sabe? Talvez... não parecesse tão irreal e assustador - disse, encarando as próprias vestes.

A atenção de Sarah foi desviada rapidamente e ela viu a hora que uma professora parecia que ia embora, mas um novo professor que atravessou o salão, e tinha uma cara de mau e misterioso, falou com ela e a fez sentar. Aquilo, de alguma forma, a fez tremer em seu próprio banco. O outro professor estranho ainda estava de pé, talvez pensando no que deveria fazer. Quando um casal entrou na sala e todos fizeram repentinamente silêncio, Sarah pensou que deveria ser o professor mais linha dura de todos, ou pior, o diretor de Hogwarts. Foi a voz do garoto ao seu lado que a tirou de uma hipnose neurótica.

- Aquele é David Bergerson, professor de Astronomia. Ele é... legal. Os outros são professores também, mas tem alguns novos, que eu também não conheço ainda. A srta. Le Flay, a guarda-caças, e a srta. Di Fiore, bibliotecária, também estão lá.

- E quem é aquele? - perguntou, com uma voz miúda. Mas o garoto talvez não tivesse tempo de responder.

“Muito boa noite, meus caros alunos e alunas”, principiou com a voz firme, elegante. “É com muito prazer que anuncio que tudo está em ordem e que enfim poderemos começar nosso ano letivo!”

“Gostaria de reiterar, como sempre, que a Floresta Proibida é realmente proibida e assim continuará sendo até o fim dos tempos. Não sair pelos corredores de noite é estritamente necessário para que sobrevivam e eu realmente gostaria que tomassem muito cuidado com tudo e todos. Mas, disso, todos vocês sabem.


Como se eu fosse parar naquele lugar ou sair de noite, pensou.

“As novidades de agora estão no corpo docente. Todos saúdem os professores Augusto Corvinus e Hokuto Umeda, mestres de História da Magia e Feitiços, bem como a renomada professora Zaphyra Qwysking, de Poções! Tivemos um problema sério em contatar o mestre de Trato das Criaturas Mágicas, mas acredito que contornaremos a falta. Aliás, como não só dos novos é feita Hogwarts, saudemos também os professores Ariel Ruthven e David Bergerson e as mestras de Sophie Crawfort e Primaver Fuku, que felizmente continuam conosco.”

Ahhhh, tá, pensou, tentando gravar mentalmente o nome e as caras dos professores. Bateu palmas quando todos bateram.

“Agradeço, meus caros, sua presença conosco neste ano que já não tem sido fácil. A confiança que depositam em Hogwarts certamente será recompensada, se se esforçarem o suficiente. Espero que aproveitem este ano e tragam orgulho para esta escola. Enfim, apreciem o banquete.”

Sarah encarou surpresa uma série de comidas gostosas que brotaram da mesa e, com certeza, ela estava com fome. Mas também estava muito confusa.

- Banquete? - Sarah falou, encarando Daniel e os outros - Mas... mas me disseram que primeiro vem a seleção. A gente deveria comer na mesa da nossa Casa. Não seremos mais selecionados, é isso? Ou mudou tudo? Isso aconteceu com vocês? Porque eu estou muito confusa agora - perguntou, referindo-se aos dois meninos mais velhos.

Jenni parecia mais tranquila, aproveitando o momento.

Off: Tô amarelaaaaa aeeeeeeeew!!! Finalmente!
Off: Não deveria ser a seleção e depois o banquete?
RPG: narração - fala - pensamento - outros - off


ImagemImagemImagemImagem
Imagem
█ ▌▐▌█▌▌▐▐▌▌███▐
status para ser diva : Autorizado.
Avatar do usuário
Sarah Burton
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 98
Registrado em: 01/05/10, 17:36
Cash on hand: 455.00
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Lufa-lufa

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor G. R. Martins » 16/05/10, 21:18

- Os professores antigos... Eles são bons? De qual vocês gostam mais?

-Hm, não sei como responder novamente. Sabe, o meu problema é que eu não sou lá muito conectado com essas questões mundanas, entende... - e então, ele começou a devanear... -Afinal, todos os universos coexistem sem se conhecer, as estrelas nos contam histórias que nem podemos imaginar... e há mistérios até mesmo no menor tufo de grama... e isto tudo me deixa deliciado e curioso...

Naquele instante, Sarah falou, o que acabou trazendo Lugh de volta do devaneio.

- Banquete? Mas... mas me disseram que primeiro vem a seleção. A gente deveria comer na mesa da nossa Casa. Não seremos mais selecionados, é isso? Ou mudou tudo? Isso aconteceu com vocês? Porque eu estou muito confusa agora.

-Bem, todos nós estamos confusos. - Lugh disse, rindo calmamente - E isso pode melhorar um pouco as coisas, nao acham? - ele apontou para a comida - Acho que vou pegar um pouco de pudim para começar...

E naõ dizendo mais nada, ele paegou um pouco de pudim e comeu, calmamente.

"Oh, faz um bom tempo desde de a última vez que eu tive a chance de degustar um pudim."
Fala/Fala outros personagens/Pensamentos/Cartas e outros escritos


Grimm Awards: Mais Sem-Noção / Mais Nerd

Corvi Awards: Mais Fajuto / Mais Nerd


Imagem
Avatar do usuário
G. R. Martins
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 530
Registrado em: 14/07/09, 22:03
Cash on hand: 1,136.00
Localização: Seu questionamento excessivo é deveras deselegante e desnecessário.
Sexo: Masculino
Estado: MG
Casa: Corvinal

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Renan » 16/05/10, 23:54

    “Ora... onde estou com a cabeça!”, exclamou o Diretor para si mesmo, subitamente percebendo o ato falho. Levantou-se rapidamente, em reação à confusão estabelecida no Grande Salão. Pareceu-lhe que todos estavam realmente atentos à mesa dos professores, pois num segundo o ambiente mergulhava em silêncio.

    “Perdoem-me a falha, meus caros”, principiou com calma e firmeza. Não deixaria transparecer abalo: seria comprometedor – e o único dia que se passara desde que pisara em Hogwarts já rendia matéria o bastante para que o Profeta Diário o preocupasse. “Antes de qualquer coisa, devo contar-lhes outra novidade: a professora de Herbologia, Primaver Fuku, é a partir de agora a vice-diretora de Hogwarts. Uma salva de palmas antes de prosseguirmos com a seleção.”

    Enquanto o Salão Principal se inundava com o som das palmas, Renan convocou seu elfo doméstico e instruiu-o qualquer coisa, sem que qualquer um no Salão, com exceção do corpo docente, pudesse ver ou ouvir. Em dois tempos, a criatura trazia em suas mãos o próprio Chapéu Seletor, desaparecendo logo em seguida.

    Caminhou para onde o garoto Hokuto se prostrara e estendeu-lhe o velho chapéu e a lista de primeiranistas em seguida.

    “Sabe como é, não?”, disse, sorrindo-lhe de canto. “Por favor, faça as honras”, concluiu, voltando para seu lugar.


    Off.: post lixinho, mas vamos.
RPG // Renan Shellden Skuli

Mande MP clicando aqui!
Avatar do usuário
Renan
Conjurando o Patrono
Conjurando o Patrono
 
Mensagens: 881
Registrado em: 20/07/05, 21:36
Cash on hand: 193.00
Sexo: Masculino
Estado: SP
Casa: Corvinal

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Hokuto » 17/05/10, 01:43


    Hokuto convocou dois saltitantes bancos- um para si e outro para os selecionandos-, numa mágica divertida e não tão absurda assim, esperando quebrar o gelo do momento. Quando os banco pararam onde ele queria, o rapaz finalizou a mágica e pôs o chapéu em cima do banco. O rasgo no Chapéu Alquebrado Seletor se abriu e a magia se fez naquele salão, de novo.

    Há pouco eu estava trancafiado
    Nada havia para esse pobre chapéu na escuridão do mundo.
    Só, aprisionado,
    Mas deveria haver luz para este moribundo.

    Resgatado eu fui
    E o culpado revelado
    É honroso estar aqui mais uma vez
    E ainda mais honra por terem me esperado.

    Tolo orgulho, talvez
    Mas por continuar existindo, também sou grato.
    Afinal de contas, o que seria da magia do Era uma vez
    Se seu narrador não comparecesse ao principal ato?

    Abram suas mentes, meus caros,
    Pois a cautela nunca é demais
    E os inimigos nunca serão raros.

    Perscrutar-lhes-ei as cabeças.
    Nada poderão esconder:
    Saberei suas fraquezas.

    Ler-lhes-ei os corações.
    Os desejos vou conhecer:
    Entenderei suas ações.

    Pois só não conhecerei sua alma.
    Sobre ela só vocês podem aprender.
    Em suas mãos jaz o futuro
    Um destino que somente a ti cabe escrever.

    Aos caminhos de Corvinal, indico as mentes mais afiadas;
    Mui belos e inteligentes são os seguidores.
    Não esqueçam contudo que sempre há muito mais:
    Não a mente, mas o coração é que entende de muitas dores.

    Seguidores de Grifinória serão de todos os de maior bravura.
    Para eles nada mais importante do que a mais pura coragem.
    Sim, são unidos, mas não basta só aos seus demonstrar ternura.
    Não enregelem o coração com inimizade; não se separem.

    Aponto aos mais gentis e leais os passos de Lufa-Lufa,
    Muitas vezes confundidos como meros sem-lugar.
    Guardam o coração mais acolhedor, fértil como a terra,
    Provem que o mundo está errado de outro modo os julgar.

    Por fim aos nobres e astutos, reservo a casa de Sonserina.
    Sagacidade e honra e status: a trindade de seus corações.
    Perseverem, meus caros, quando a batalha desatina.
    Cuidem da ferocidade, não matem as próprias paixões.

    Assim, já é hora de se preparar
    Para que novos caminhos possam percorrer.
    Pois a seleção há de começar
    E eu os ajudarei a galgar o primeiro patamar


    Lembrou-se de quando era novo e foi selecionado para a Sonserina. Mas agora não era hora para nostalgia. E sem mais discursos ou delongas, o rapaz deixou o pergaminho rolar e, mesmo a letra caprichada da Primaver Yumi Fuku não fez a lista tão grande assim, na verdade, não chegava no umbigo do rapaz, mesmo ele baixando um pouco.

    Sem mais delongas, ele respirou fundo e falou, tranquila e seriamente:

    - Ao passo que eu anunciar o nome do aluno, este se aproximará, sentará no banco e esperará para ver o que o destino, na forma deste Chapéu. - Leu o primeiro nome em alto e bom som: - Bruna Widfride EvanS

    Viu a mocinha se aproximar com alguma hesitação e botou o chapéu na cabeça dela, com um sorriso torto ao perceber que o Chapéu cobria seus olhos:

    O que temos aqui? Um, bom, muito bom. Nesta sua cabecinha existem muitas ideias, é verdade. E um bom senso de justiça, devo dizer. Você seria capaz de enfrentar alguém mais forte para defender até quem não conhece e dar uma boa lição nele. Seu espírito tem muita coragem e vontade de viver intensamente a magia. Está tudo aqui. Você pode ser grande, brilhar, arriscar, aprender... tudo o que precisa é dar o primeiro passo e nisto, modéstia a parte, cabe a mim fazer. Você ficará na... GRIFINÓRIA!


    Hokuto não poderia ter esquecido o quanto aquela casa era barulhenta, poderia? Quando a garota sentou na mesa de sua casa, ele convocou o novo nome:

    - Carlos Justi.

    Mas, desde então, já estava entediado.

    Ahhh sim eu vejo, bom... É um cara brincalhão, as vezes atrapalhado e muito arteiro. Mas também muito fiel aos seus amigos. Tem ideias malucas e gosta de aprontar com os inimigos e também uma grande coragem para faze-lo. Tem índole e caráter formados; muito bom para alguem tão jovem, humm sabe resolver seus problemas da maneira mais pacífica possível. É inteligente e possui um ótimo raciocínio lógico. Mas onde irei te colocar Corvinal seria um lar muito instrutivo para você, mas não o melhor seria GRIFINÓRIA!


    Tinha que fazer algo para tornar aquilo mais interessante para si, mas o quê?

    - Crazin Deathfacer - Pronunciou, sem conseguir esconder uma careta de estranhamento pelo nome.

    Fácil. Muito fácil. Esta sua cabecinha estudantil não deixa dúvidas quanto ao seu destino, meu caro. Com certeza existe um lado que fala mais alto em você. Habilidade não lhe falta para defender o seu ponto de vista. Alcançar seus objetivos onde os fins justificam os meios é uma mera formalidade para você. Embora eu veja que sinta receio de ser afastado por conta de suas origens, encontra justamente nisso a força que precisa para vencer. O seu futuro será definido pelo seu passado? Os desafios de que necessita encontrará na... SONSERINA!


    O professor não conseguiu esconder sua cara de desconserto, mas que fosse, era um novo sonserino, como ele mesmo tinha sido ainda era:

    - João José Nascimento

    Um brasileiro?, pensou o oriental com certa descrença. Carnaval, mulher nua e música ruim, para dizer o mínimo. Mas guardou para si.

    Ah, sim!! Uma jovem mente criativa e divertida, eu já posso ver. Mas cuidado! A ironia costuma ser mal interpretada. Sem dúvidas você consegue olhar muito bem para o próprio umbigo, contudo, é capaz de pedir ajuda quando ninguém está olhando. Ah, muito interessante! Muito mesmo! Uma mente que gosta de experimentar, embora nem sempre suas cobaias gostem disso. Vejo que sabe se portar como ninguém quando tem um objetivo e é capaz de usar toda a sua ousadia para chegar lá. É melhor que fique na... SONSERINA!


    Mais aplausos e vivas. Hokuto deveria ter algum problema mental, pois não estava contente com isto, como deveria estar.

    - Emmeline Ellery Vance. - Anunciou o rapaz.

    O agora professor estava ficando constrangido com a lentidão das coisas.

    Ora, o que temos aqui, que menina adoravel gosta de ser protegida mas isso não a impede de ir a luta em defesa dos outros, muito leal, forte e esperta esta tudo aqu, prefere se machucar a ver seus amigos feridos. Mas onde vou te colocar? Lufa-Lufa seria um bom lugar para você. Não! o melhor é GRIFINÓRIA


    Hokuto agora já sabia o que fazer. Pelo menos para o próximo selecionado, ele concluiu, tocando a varinha que estava no bolso do sobretudo.

    - Ferdinand Razek. - Chamou.

    Nossa que garoto timido, mas muito muito curioso e corajoso para seguir a sua curiosidade onde ela a leve nem que seja direto ao perigo, leal aos amigos em todas as situações ahh... já sei onde irei te colocar GRIFINÓRIA


    Hokuto, que já havia, discretamente puxado a varinha, fez um meneio e criou fogos de artifícios inofensivos em vermelho e dourado. Nada mau... Pelo menos seria divertido...

    - Gabrielle d'Abbeville - Chamou com um sorriso maroto, típico de quem ia aprontar.

    Humm! Uma jovem mente sensível e dedicada aos estudos, eu vejo. Uma boa descendência bruxa, devo dizer. Com certeza existe muito ainda para revelar de si mesma, talvez até um lado que ainda não tenha descoberto. Esta cabecinha tímida logo logo fará bons e leais amigos. Então... onde devo colocá-la? Na Corvinal esta sua sagacidade seria muito bem aproveitada, mas talvez o melhor seja ficar na... LUFA-LUFA!


    Enquanto a Lufa-lufa rompia em aplausos, Hokuto fez com que o estandarte da Lufa-lufa balançasse em movimentos ondulados.

    - Jessica Chevalier - Convocou, já ficando de pé, inquieto.

    Hum... vejamos. Uma mente nada má, eu vejo, porém um espírito dotado de uma curiosidade sadia. Com certeza existe muita coragem nesta cabecinha marota e uma capacidade de fazer planos infalíveis para surrupiar certos itens. Sua maestria no furto só é superada pela sua vontade de proteger os oprimidos. As aulas são um desafio que, com seus amigos, superará com facilidade. Sua coragem e ousadia serão melhor aproveitados na... GRIFINÓRIA!


    Era uma nova brincadeira, afinal. O rapaz fez o leão da Grifinória rugir alto, talvez assustando alguns. Agora sim as coisas estavam ficando interessantes.

    - Jennifer Dutra. - Ele chamava com mais vontade, curioso.

    O que temos aqui desta vez? Hum... deixe-me ver um pouco mais. Ahhh, sim! Uma mente alegre, engraçada, comunicativa, mas que sabe muito bem como se portar quando lhe ofendem. Humm, vejo também uma excelente capacidade de desenvolver um raciocínio lógico e ávida vontade de aprender absolutamente tudo. Com esta cabecinha sagaz e sede do saber, eu já sei onde irei te colocar. CORVINAL!


    Não tinha ficado maluco, só estava botando um pouco de diversão naquela monotonia! Aliás, falando em monotonia, um espectro de águia deu um voo rasante pela mesa da casa.

    - Josh Nichoels Terto de Souza - Anunciou.

    Oh! Mas o que vejo aqui? Um garotinho que tem muito a provar, com certeza você tem. Está tudo aqui nesta sua cabecinha, sabia? Com certeza você seria capaz de defender um bom amigo, tanto quanto defender o seu ideal. Ah... lutar e nunca desistir é, sem dúvida, um bom lema. Sim, sim. E então? Onde devo colocá-lo? Na grifinória provaria a sua coragem, mas você está muito além disso. Sem dúvida você encontrará a si mesmo na... LUFA-LUFA!


    Desta vez o teto ficou coberto de listras pretas e amarelas.

    - Helena Cagliari - O rapaz chamou, batendo nervosamente os pés no chão, sem perceber que o banco alto parecia imitá-lo.

    Que menininha guerreira. Defende seus amigos com unhas e dentes acima de tudo. Atenciosa, inteligente, extremamente calma e divertida na maior parte do tempo, mas você, também pode ficar estressada e nervosa num piscar de olhos quando irritada com alguém ou algo. Mas não é capaz de ferir os mais fracos. Bom já sei. GRIFINÓRIA!


    Desta vez a graça estava no cabelo dela, com listras vermelhas e amarelas, mas que logo voltaram ao normal quando ela se sentou. Mas quando viu o próximo nome, Hokuto estancou com um ar surpreso e maroto:

    -Ah... Morgana Flamel - Ele chamou, de uma forma diferente.

    Que maldade ele fazia. Sabia que ela estava nervosa. Não evitou dar uma piscadinha marota, para que ela ficasse mais calma. Ou não.

    Por Merlim! O que significa isso?? Uma cabecinha já formada que devo analisar? Hum... já está tudo bem estruturado por aqui, eu posso ver. Com certeza não gosta de se meter na vida dos outros e nem de colher os louros da bondade, mas deve-se tomar cuidado antes de invadir a sua privacidade. O sarcasmo e a ironia convivem lado a lado com sua psique, assim como sua postura meramente esnobe. Mas cuidado! Travessuras podem ter consequencias terríveis neste lugar. Sua capacidade de se manter em seu próprio círculo cabe perfeitamente na... SONSERINA!


    Não poderia esperar que uma tutorada sua fosse lufana, por exemplo, ainda que ela fosse a primeira. Em sinal de contentamento, uma serpente verde e prateada de fogos de artifício para ela.

    - Nany Radrigues. - Mais um nome diferente, ele estranhou. Muitos... latinos em Hogwarts, não?

    Hum, interessante, de fato. Extrovertida, porém tímida. Onde devo colocá-la? Com certeza sua índole maternal seria melhor aproveitada na Grifinória. Está tudo aqui nesta sua cabecinha ansiosa, sabia? Grandes amizades, boas aventuras... Mas esta sua cabecinha dura e responsável também daria uma excelente Corvinal. Onde devo colocá-la? Difícil. Na Grifinória onde seu coração fala mais alto ou na Corvinal, em que o raciocínio sempre acompanha as emoções? Vamos ver como se sai na... CORVINAL!


    A menina voltou para a mesa com uma espécie de aura fosforescente azul e bronze.

    - Patricia Galvón Baker - Ele apontou.

    Mas que Senhorita inquieta, odeia ser igual aos outros, gosta de chamar atenção hein com essas suas roupas e cabelos inusitados. Um pouco arrogante, mas sabe reconhecer seus erros. Firme e autoritária, você daria uma boa Sonserina mas... foge da liderança, por não gostar dessas suas características. Ahhh intendi sempre pronta a ajudar, gênio forte e uma extrema vontade de mudar o mundo... GRIFINÓRIA


    Um filhote de leão feito de magia foi pedir carinho para a nova grifinória, assim que ela se juntou à mesa, rugindo tão ferozmente quanto um gatinho.

    - Sarah Burton - Chamou, com um estalo dos dedos.

    Humm... interessante. Sim, muito interessante! Uma jovem mente com muita vivacidade, é verdade. Vejo muita coragem quando se trata de defender os amigos e defender o que acha certo. Oh, sim! Você não conhece sua própria disposição. Seria capaz de pintar cartazes e se juntar a elfos domésticos se achasse uma greve justa. Mas você tem medo, muito medo. Medo de decepcionar... mas decepcionar a quem? A si mesma ou a outros? Com certeza poderá testar sua lealdade na... LUFA-LUFA!


    Hokuto temeu por fazer com a menina. Ela poderia simplesmente cair de tão nervosa que estava. Mas as pegadas amarelas e pretas estavam sendo deixadas por onde ela andava.

    - Kórin Laine. Ou é Korín Laine? - Ele chamou, curioso pela pronúncia.

    Hum... Muito bom... Gosto do que vejo. As pessoas não fazem ideia do quanto a sua mente ferve por trás desse cara de menina quieta. Inteligente e criativa, de fato. Um primeiro julgamento me levaria à Corvinal, mas... O que vejo aqui? Um passado interessante. Um desejo intenso de ser grande... Difícil. Mas olhando bem, vejo que o melhor para você está na... SONSERINA!


    Ainda desconsertado por não saber o nome, Hokuto apenas improvisou um buquê de flores verdes e prateadas, que ofereceu com algum charme para a menina.

    - Sheen Sturluson

    Hummm, interresante quanta confiança e otimismo meu caro jovem. Transmite essa confiança para todos em sua volta, no entanto, apenas quando está interessado, ahhh você daria um excelente sonserino mas não. É preguiçoso e desmotivado, apenas se interessando saber e inteligencia, ahh da valor a amizade e companheirismo Entendi... Entendi! CORVINAL


    Uma pessoa bem humorada não se importaria se uma águia brincalhona bagunçasse seu cabelo, certo?

    - Stephanie Oldman.

    Oh! Mas não seria preciso nem muita análise para saber onde colocá-la. Uma mente afiada, decidida e direta, com certeza. Procura sempre fazer o que é certo, procurando pelo superior responsável, mas sabe posicionar-se a favor de sua Casa quando preciso, mesmo passando por cima de algumas regras. Um doce é sempre o que as pessoas podem esperar de você. Esta cabecinha já está cheia de planos para aventuras, romance, estudos, drama e comédia. Ah! Tudo isso e muito mais você encontrará na... GRIFINÓRIA!


    Um leão mal encarado de brincadeirinha saiu protegendo-a das outras pessoas até que ela se sentasse.

    - Victoire Le Flay

    Ah... o que temos aqui? Uma Le Flay! Ora vejam só, uma nova geração em Hogwarts. Vejamos... onde devo colocá-la? Na mesma Casa de sua tia? Você seria capaz de convocar uma Armada para angariar roupas para elfos domésticos, ah sim! Sem sombra de dúvidas defenderia sua Casa a todo custo, assim como a seus amigos, mas também saberia a hora de intervir pelo bem maior. Ah... e o que vejo? Uma certa tendência a aprontar dentro da escola. Bom, vejamos... Será? Acho que encontrará bons amigos na... GRIFINÓRIA!


    Como sobrinha da guarda-caças, nada mal uma floresta vermelha e dourada no seu caminho, não?

    E não foi sem expresso contentamento e comedida decepção que Hokuto anunciou o último nome:

    - Vinícius Rodrigues

    Hummm... interessante. Uma jovem e brilhante mente interessada. Sim, eu posso ver tudo aqui nesta sua lógica cabecinha. Não existe adversidade sem que pare para analisar todos os pontos e não existe desafio que não deseje superar. Ah, como está ávido em começar seus estudos, se divertir no quadribol e testar seus conhecimentos em duelos. Você seria capaz de liderar com sua coragem e lógica. Defenderia sua Casa e seus amigos com as armas que possui. Certamente, tomaria a decisão mais sensata em todas as situações, mas será que usar sempre o raciocínio lógico é o mais sensato? Humm... Melhor que seu grande teste seja na... CORVINAL!


    Quem observasse, via Vinícius com uma pilha de cem livros azuis e acobreados, simbolizando a afamada inteligência da casa.

    - Ufa! - Hokuto se permitiu relaxar, enquanto o banco corria para não fazê-lo cair ao sentar. - Bem, meus caros, eis parte do destino de vocês traçados pelos próximos sete anos.



------------------------------------------

Off: Os senhores e senhoritas podem e devem botar a seleção com o seu ponto de vista de como tudo aconteceu. Só não esqueçam de mencionar as interações com o tio aqui. ;) Fecharemos o tópico quando a maioria tiver finalizado, mas avisaremos previamente que estamos prestes a fechar. Os posts no Castelo também estão liberados, mas estamos de olho no flood. ;) E as aulas são atemporais (ou seja, se você estiver no meio da aula, pode postar no castelo mesmo assim).

De resto, concedo (ui ui ui!) 5 pontos para os Senhores Josh Hagrid, Di Riddle Malfoy, Victoire, Vinnie, Stephanie Black, CrazinLestrange, JCA, Shakinha, Bru Evans e Morgana Flamel. E para incentivar a criatividade mais 10 pontos para o Sr. Vinnie, totalizando:

Grifinória = 20 pontos
Corvinal = 15 pontos
Lufa-Lufa = 5 pontos
Sonserina = 20 pontos

A seleção foi feita apartir das MPs recebidas, as demais com base em suas ficha no Hogwarts Book.

Qualquer gracinha desagradável, relevem. Hokuto é praticamente uma criança (personagem tem 18 anos), como os alunos. E se ficou chato, feio e longo, desculpe também. hahahaha
Avatar do usuário
Hokuto
Descobrindo a Profecia
Descobrindo a Profecia
 
Mensagens: 2871
Registrado em: 12/06/08, 23:24
Cash on hand: 760.00
Sexo: Feminino
Estado: AC
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Pagu Polkadots » 17/05/10, 02:10

Spoiler
Narração
Pensamentos
Fala
Outros


- Olá, acho que ficamos agitados e não lhe demos a oportunidade de responder. hsuahsushuashaush' Por favor, estou te ouvindo com toda a atenção.


Pagu deu uma risadinha. - Obrigada, bom meu nome é Patricia Galvón Baker, ou mais fácil Pagu. Prazer Crazin. A menina foi o mais educada que pode, mesmo tendo ficado com um pouco de medo do rapaz. Mas foi ela terminar de falar que o Diretor começou seu discurso.

Pagu deleitou-se ao ver a comida na mesa! Com um pedaço de batatas assadas na boca ouviu, Crazin comentar que estava sem fome. Steph olhava para ela, e Pagu ficou constrangida por estar comendo tão rápido.
Ah, mas estou realmente faminta!

Pagu tinha comido até se fartar, quando ouviu o Diretor falar da Seleção e o professor Umeda levantou-se com o chapéu seletor nas mãos. O coraçãozinho da pequena Pagu descompassou, era a hora do tudo ou nada. Crazin foi selecionado para a Sonserina. Jessica foi selecionada para a Grifinória. Pagu ficou chateada, acreditava que cairia na Lula, e dois de seus amigos que acabara de fazer tinham ido para outras casas.

Demorou para chamarem seu nome, Pagu já estava entrando em circuito quando seu nome foi chamado. Na ponta dos pés ela dirigiu-se ao professor Umeda.

O professor colocou o chapéu numa Pagu trêmula. Os olhos da menina saltaram quando ela pôde ouvir o chapéu falar dentro de sua cabeça.

- Mas que Senhorita inquieta, odeia ser igual aos outros, gosta de chamar atenção hein com essas suas roupas e cabelos inusitados. Um pouco arrogante, mas sabe reconhecer seus erros. Firme e autoritária, você daria uma boa Sonserina mas... foge da liderança, por não gostar dessas suas características. Ahhh intendi sempre pronta a ajudar, gênio forte e uma extrema vontade de mudar o mundo... GRIFINÓRIA

Pagu ficou surpresa, um leão a acompanhou a mesa, soltando um rugido gostoso. Ela ainda não acreditava, mas ao sentar-se na mesa da Grifinória, ao lado de Jessica, sabia que aquele era seu lugar.
"Os Poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais conseguirão deter a primavera inteira"

Imagem

Avatar do usuário
Pagu Polkadots
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 515
Registrado em: 15/02/09, 14:32
Cash on hand: 145.00
Localização: At USS Enterprise talking to Capitan Picard.
Sexo: Feminino
Estado: SP

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Emmeline Lupin » 17/05/10, 09:31

Emmeline estava extremamente ansiosa para a seleção. Ainda não acreditava que estava ali em Hogwarts. E menos ainda que logo de cara fora capaz de fazer amizades com pessoas que se parecem tanto consigo.
Mas ainda assim estava receosa. Não sabia para que casa seria selecionada. Nem como era feita essa seleção.
Seu estômago se revirou de ansiedade. Ou seria fome?

Emmeline ainda concentrada em um exercício mental de relaxamente que não estava surtindo efeito, foi surpreendida pela voz do diretor, anunciando o momento da seleção.
Ela achou estranho o professor conjurar um banco e depositar um chapéu velho em cima. Até ver um rasgo surgindo e uma voz fluindo dali. E mais surpresa ficou ao ver que era aquilo que selecionava os alunos para suas respectivas casas.

Viu sua mais nova amiga Bru ser selecionada para a Grifinória. E o estardalhaço que as pessoas daquela casa fizeram. Crazin fora pouco depois para Sonserina.
Chegando sua vez, Emmeline se viu engolir em seco. Fechou os olhos quando o chapéu lhe foi colocado. Ela se sentia como uma marionete, com a cabeça movimentando de acordo com o ritmo da fala do chapéu.


Ora, o que temos aqui, que menina adoravel gosta de ser protegida mas isso não a impede de ir a luta em defesa dos outros, muito leal, forte e esperta esta tudo aqu, prefere se machucar a ver seus amigos feridos. Mas onde vou te colocar? Lufa-Lufa seria um bom lugar para você. Não! o melhor é GRIFINÓRIA


Emmeline só faltou dar pulos de alegria. Saiu correndo em direção a mesa da Grifinória. Sentando-se ao lado de sua nova amiga. Um tempo depois duas novas garotas sentaram-se de frente para elas.

- Oi! - Emmeline estava tão radiante que queria gritar. Grifinória era sem sombra de dúvida a casa com as qualidades que mais identificava em si.


off - Pagu, Jess é com vcs que eu to falando...
quero bagunça ~foge
~Chefe da Gemialidades Weasley~
Sugestões, dúvidas, reclamações ou jogar conversa fora ~ mp-me


Imagem



Gêmula: Bru Evans
Filha: May WP
Filho: Rodrigo I
Find more details and items in the profil of the user

Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Avatar do usuário
Emmeline Lupin
Chefe Gemialidades Weasley
Chefe Gemialidades Weasley
 
Mensagens: 739
Registrado em: 04/01/09, 07:42
Cash on hand: 536.00
Sexo: Feminino
Estado: RJ
Casa: Grifinória

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Morgana Flamel » 17/05/10, 09:36

Spoiler
Narração: *...*
Fala: - ...
Fala de outros: - ...
Pensamento: "..."



*Morgana estava ainda aturdida com o discurso do Diretor e a descoberta de que seu "amavel" tutor era também um professor e muito provavelmente seu professor! E como se as coisa não pudessem piorar, ela havia percebido o olhar cinico dele para ela e a maneira como discretamente acenou lhe mostrando sua redobrada autoridade, definitivamente, ela não havia gostado nem um pouco daquilo. Esses pensamento martelavam em sua cabeça enquanto continuava a comer, aparentemente calma.

De repente, sua atenção se volta para a mesa dos professores ao perceber a movimentação, ela não estava entendendo nada, o diretor anunciou quem seria a vive-diretora, houve mais aplausos e dessa vez a garota acompanhou os demais colegas na saudação, mas ela estava confusa... O diretor falou em seleção, mas o que seria isso? Era fato de que conhecia algumas coisas sobre essa escola, mas era um conhecimento mínimo... Se sentindo perdida, resolver prestar bastante atenção em tudo... Então viu o diretor e Hokuto conversarem alguma coisa para logo em seguida ver seu tutor ir para frente com um chapéu muito velho, convocar dois banquinhos brincalhões, colocar o chapéu em um deles e para seu espanto, o objeto começar a cantarolar as palavras... Terminado o dircurso, Hokuto passou a chamar os nomes e o chapéu dereciona-los para as devidas casas... Morgana estava espantada*

"Então é assim que eles são selecionados paras as casas?? Calma aí, eu sou uma aluna transferida e não tenho uma casa... Isso que dizer que terei que passar pela seleção também!?!?"

*Meio apreensiva, ela observava a seleção e achou até divertida as brincadeiras que ele fazia, mas quando percebeu a mudança de expressão de Hokuto, Morgana começou a temer e não foi por menos...*

-Ah... Morgana Flamel *Ele chamou, de uma forma diferente.*

*Ela se levantou meio desconfortável, afinal até aquele momento, ela era a única com 16 anos a participar da seleção e não pode deixar de notar os olhares curiosos e até alguns espantados ao vê-la... Elegantemente caminhou até o banquinho, carregava sua capa cuidadosamente nas mãos, sua expressão era aparentemente calma, mas um bom observador veria que estava nervosa, ela mantinha um olhar neutro ao se aproximar de Hokuto, que para seu espanto lhe dá uma piscadinha marota, só que ela não conseguia saber o que significaria esse gesto e isso muito provavelmente não ficaria sem ser notado pelo rapaz... Finalmente se sentou no banco e o chapéu foi colocado*

Por Merlim! O que significa isso?? Uma cabecinha já formada que devo analisar? Hum... já está tudo bem estruturado por aqui, eu posso ver. Com certeza não gosta de se meter na vida dos outros e nem de colher os louros da bondade, mas deve-se tomar cuidado antes de invadir a sua privacidade. O sarcasmo e a ironia convivem lado a lado com sua psique, assim como sua postura meramente esnobe. Mas cuidado! Travessuras podem ter consequencias terríveis neste lugar. Sua capacidade de se manter em seu próprio círculo cabe perfeitamente na... SONSERINA!


*ela ouviu tudo com muita atenção e não conseguiu esconder um sorrisinho que começava a aparecer em seus lábios, deixando-a com uma feição encantadora... Não sabia o porque, mas até que tinha gostado de entrar nessa casa... E percebeu que seu tutor havia gostado, até conjurou uma serpente de fogos para ela. Ao se levantar, olhou para ele e se encaminhou com graciosamente para a mesa da Sonserina indo se sentar ao lado de um menino que tinha acabado de ser selecionado*

Off: Crazin é do seu lado que estou sentada viu!! ^^
Imagem

Presente do PH ^^


Spoiler
[center]"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios, por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos". Charles Chaplim


Gêmea da Anna, irmã mais velha da Erikitxa e da Mee, Mãe do CrazinLestrange, Tia da Paulinha e Cunhas da Bety
Avatar do usuário
Morgana Flamel
Conhecendo A Toca
Conhecendo A Toca
 
Mensagens: 343
Registrado em: 03/07/08, 17:02
Cash on hand: 7.00
Localização: Em um certo aposento nas masmorras...
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Sonserina

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Daniel Feather WP » 17/05/10, 12:57

Daniel notou que Sarah parecia ter ficado um pouco melhor com o que ele e Lugh haviam falado, e sentiu-se um pouco mais aliviado. Ela apenas disse em seguida, tentando explicar por que sentia aquilo tudo:

- Eu sei, mas é mais fácil para vocês falarem. Quando a gente não sabe nada... nada desse mundo aqui, é difícil. Eu já ouvi falar de centauros, aranhas gigantes, cobras que petrificam... sabe, eu achava que era brincadeira. Eu sou filha de trouxas, Daniel. A gente não está acostumado com isso. Talvez... talvez se antes de saber que eu era bruxa eu soubesse que isso tudo existia. Talvez fosse diferente, sabe? Talvez... não parecesse tão irreal e assustador.

Ele sorriu para ela, pois a entendia muito bem, muito mais do que ela imaginava. Afinal de contas, ele mesmo já tinha passado por tudo aquilo, inclusive lembrava muito de quando ele tinha entrado em Hogwarts enquanto Sarah falava e perguntava as coisas. Ele então respondeu, continuando de um jeito bastante amigável:

- Eu sei, Sarah, eu entendo isso muito bem. Apesar dos meus pais biológicos terem sido bruxos, eu não soube disso até que recebi a carta de Hogwarts. Só então os meus pais adotivos, que eram trouxas, me contaram a verdade. Por isso, eu também cresci achando que tudo isso era invenção, e quando cheguei aqui fiquei exatamente como você está. E veja só, dois anos já passaram e agora tudo pra mim é tão... normal...

Não era "normal". Não em todos os sentidos, ele pensou. Não depois de tudo aquilo... Mas não precisava dizer isso e nem queria. Sarah já estava ficando melhor, e isso era que importava. Quando ele falou sobre o sr. Bergerson, Lugh comentou algo sobre o professor ser sensível ao ambiente "carregado" (Daniel entendeu do que ele estava falando). Pensou em dizer algo, mas achou melhor evitar o assunto perto de Sarah e dos demais colegas do primeiro ano. Eles provavelmente não sabiam dos detalhes e era melhor que fosse assim, para que não se assustassem.

Quando o sr. Skulli se colocou de pé e fez sinal para silêncio, Sarah perguntou quem ele era, mas Daniel não teve tempo de responder. Logo o diretor começou a falar, lembrando das coisas já de costume e anunciando o jantar – mas sem ter feito a seleção! Daniel arregalou os olhos, e um burburinho se espalhou pelo salão. Os pratos foram servidos e, sem outro remédio, Daniel tomou um pedaço de pão e comeu (estava faminto). Ele apenas balançou os ombros quando Sarah perguntou sobre a seleção, realmente não sabia responder. Renan estava... estranho. Com certeza tudo o que aconteceu havia mexido com ele também.

Enquanto comiam alguma ciosa, Jenni perguntou:


- Os professores antigos... Eles são bons? De qual vocês gostam mais?

Lugh respondeu logo que não sabia, e começou a se perder em seus pensamentos. Daniel riu, já havia acostumado com o jeito do colega segundanista. Então respondeu à garota:

- Bem, todos são bons, Jenni. Alguns tem um jeito um pouco... rude, outros são mais exigentes, outros mais amigos... Não sei se tenho um preferido, mas converso bastante com o sr. Bergerson. Ele já me ajudou algumas vezes. O diretor, sr. Skulli, também é... especial...

Daniel ergueu os olhos para o diretor, tentando entendê-lo. Não devia ser fácil para ele também. Com certeza o ex-curandeiro estava um pouco abalado, e por isso aquele comportamento. O diretor, aliás, se levantou e pediu desculpas pela "confusão", anunciando, antes da seleção, que a srta. Fuku fora escolhida como vice-diretora. Daniel apladiu, animado. A professora de Herbologia tinha sido muito legal com ele na casa dos gritos.

Finalmente a seleção começou, com a direção do Hokuto, que por incrível que pareça tinha acabado de se tornar professor. Daniel não sabia como seria, mas não gostou muito da idéia, porque achava o rapaz um pouco "esquisito" algumas vezes. Mas não tinha escolha mesmo... Ele aguardou ao lado de Lugh enquanto os colegas iam, um a um, sendo selecionados. Não deixou de ficar um pouquinho nervoso ao se perguntar para qual casa o chapéu seletor mandaria cada um...




Off Sarah, Lugh, Jenni desculpem, o post fico meio descoisado porque eu tive que fazer correndo, aqui =/
Spoiler
Imagem

Contagem inversa:
1

*Ainda não acabou...*

Imagem
Yes, we're twins u.u


Imagem

Imagem
Avatar do usuário
Daniel Feather WP
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 120
Registrado em: 20/06/08, 15:53
Cash on hand: 260.00
Sexo: Masculino
Estado: PR
Casa: Grifinória

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor JCA » 17/05/10, 14:21

Spoiler
Narração
Fala
Pensamento
Outros
Off



Steph ainda estava curiosa em relação ao menino que Korin conversava, e Jessica estava se divertindo com a situação, que era no mínimo espantosa. Em meio a vários comentários, ela observou Korin convidando o rapaz para se sentar conosco.

Ele parecia ser bem sério, um tanto cordial para um menino tão novo.

Nossa que estranho...

Jessica ouviu ele se anunciar, porém ainda estava observando a mesa de professores.

-Olá a vocês, desculpe ter roubado a amiga de vocês por um momento. Meu nome é Crazin.

Ela sorriu, mas não se apresentou.
Eles continuaram conversando e ela não estava tão atenta, e nem iria ficar. O diretor se levantou e disse qua a seleção iria começar, a garota simplesmente travou, apenas seus olhos trabalhavam. Ela obervou um professor pegar dois banquinhos usando magia, mas nem o "andar" dos banquinhos foi forte o suficiente para ela se sentir mais leve. O professor pegou um chapéu velho e este começou a cantar...

Vai começar.... a qualquer momento...

Ela viu o menino que estava em sua mesa ter ido para a Sonserina e isso fez ela ficar mais tensa ainda...

Qual casa? Será que vou ficar no lugar certo??

Em meio a vários nomes, ela percebeu que o seu se aproximava... o nervosismo tomou conta da garota. O chapéu chamou e ela caminhou lentamente ao banco... e ouviu ele falar:

Hum... vejamos. Uma mente nada má, eu vejo, porém um espírito dotado de uma curiosidade sadia. Com certeza existe muita coragem nesta cabecinha marota e uma capacidade de fazer planos infalíveis para surrupiar certos itens. Sua maestria no furto só é superada pela sua vontade de proteger os oprimidos. As aulas são um desafio que, com seus amigos, superará com facilidade. Sua coragem e ousadia serão melhor aproveitados na... GRIFINÓRIA!

Maestria no furto? O.o

A casa do Sr. Chevalier... mas será que é a certa?.... furto?


Ela desceu e foi ao encontro dos grifinórios, se assustou com o barulho do leão mas estava ficando animada, apesar da dúvida que ficou em sua mente....

Furto?

Ela ficou mais feliz ainda ao ver Pagu vindo para a mesma casa e Steph também! Korin foi para a Sonserina, apesar de não estar na mesma casa, ela viu que a amiga tinha ficado feliz.

Na sua frente tinha uma menina que estava radiante, ela sorriu e lhe comprimentou:
-Oi!

Jessica já foi respondendo:
-Olá, feliz com a escolha do chapéu?
Imagem
The Best.
Avatar do usuário
JCA
Conhecendo os Marotos
Conhecendo os Marotos
 
Mensagens: 588
Registrado em: 15/09/08, 17:31
Cash on hand: 2,785.00
Localização: Dentro do bolso da Cah.. lááááá no fundo do bolso.
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Grifinória

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Sarah Burton » 17/05/10, 15:04

Narração
Fala
Pensamento
Outros e variações
Off

Sarah tinha revelado sua insegurança diante de tudo aqui. De fato, se os trouxas soubesse da existência dos bruxos, tornaria essa transição muito mais fácil. Mas o garoto da grifinória lhe sorria, parecendo que entendia exatamente do que ela estava falando.

- Eu sei, Sarah, eu entendo isso muito bem. Apesar dos meus pais biológicos terem sido bruxos, eu não soube disso até que recebi a carta de Hogwarts. Só então os meus pais adotivos, que eram trouxas, me contaram a verdade. Por isso, eu também cresci achando que tudo isso era invenção, e quando cheguei aqui fiquei exatamente como você está. E veja só, dois anos já passaram e agora tudo pra mim é tão... normal...

Ela apenas o encarou por alguns instantes e depois desviou para o lado.

Normal... onde estava o normal daquilo tudo? Talvez o tempo... Mas de que adiantaria o tempo se no próximo ano haveria uma garotinha tão perdida quanto eu agora e como o próprio Daniel foi um dia? pensou e guardou para si.

Jenni interrompeu seus devaneios, retomando o assunto do momento.

Os professores antigos... Eles são bons? De qual vocês gostam mais?

-Hm, não sei como responder novamente. Sabe, o meu problema é que eu não sou lá muito conectado com essas questões mundanas, entende... Afinal, todos os universos coexistem sem se conhecer, as estrelas nos contam histórias que nem podemos imaginar... e há mistérios até mesmo no menor tufo de grama... e isto tudo me deixa deliciado e curioso...

Quêeeee??? - Sarah entedeu no começo, mas depois se perdeu.

- Bem, todos são bons, Jenni. Alguns tem um jeito um pouco... rude, outros são mais exigentes, outros mais amigos... Não sei se tenho um preferido, mas converso bastante com o sr. Bergerson. Ele já me ajudou algumas vezes. O diretor, sr. Skulli, também é... especial...

Sarah encarou as pessoas de que Daniel falou na mesa. O Sr Bergerson não parecia um convite amigável ao bate papo e o diretor, de especial, não tinha lá muita coisa. Foi quando o banquete surgiu na mesa e tudo pareceu muito confuso. Quando perguntou aos mais velhos, Daniel apenas balançou os ombros e comeu, enquanto Lugh respondeu:

-Bem, todos nós estamos confusos. E isso pode melhorar um pouco as coisas, nao acham? Acho que vou pegar um pouco de pudim para começar...

Vencida, Sarah nada pôde fazer do que comer um bolo caramelado, mas preferiu deixar o suco de abóbora para depois. Quando estava começando a relaxar, o diretor retomou a palavra.

“Perdoem-me a falha, meus caros. Antes de qualquer coisa, devo contar-lhes outra novidade: a professora de Herbologia, Primaver Fuku, é a partir de agora a vice-diretora de Hogwarts. Uma salva de palmas antes de prosseguirmos com a seleção.

Sarah aplaudiu, enquanto o bolinho caramelado se revirava no estômago.

A seleção... pensou, nervosa.

Um dos professores, muito novo, fez dois bancos saltitarem até ele, o que deixou Sarah de boca aberta. Depois um chapéu velho e rasgado foi colocado em cima. Pelo que Sarah tinha ouvido, aquele era um artefato mágico fantástico que podia até falar. E, com muito espanto, ouviu as palavras saírem do Chapéu Seletor.

- Ao passo que eu anunciar o nome do aluno, este se aproximará, sentará no banco e esperará para ver o que o destino, na forma deste Chapéu. Sarah Burton - Chamou, com um estalo dos dedos.

Sarah engasgou e tossiu por alguns instantes.

Que mico... que ótimo.

Caminhou nervosamente até o banquinho.

Só precisa, respirar. Okay, respire. Vai dar tudo certo. Que meleca! Eu tô nervosa!

Seu olhar de desespero deve ter sido captado pelo professor. Sentar e encarar todo o Salão olhando para ela era, de fato, uma coisa intimidante. Carlos estava na Grifinória, assim como Fênando. Jenni estava na Corvinal com o Lugh. Para onde ela iria?

Humm... interessante. Sim, muito interessante! Uma jovem mente com muita vivacidade, é verdade. Vejo muita coragem quando se trata de defender os amigos e defender o que acha certo. Oh, sim! Você não conhece sua própria disposição. Seria capaz de pintar cartazes e se juntar a elfos domésticos se achasse uma greve justa. Mas você tem medo, muito medo. Medo de decepcionar... mas decepcionar a quem? A si mesma ou a outros? Com certeza poderá testar sua lealdade na... LUFA-LUFA!


sarah tremeu quando ouviu aquele Chapéu falando na sua mente. Coragem? Disposição? Podia jurar que não estava falando dela. Era uma medrosa. Mas então ele falou do medo... medo de decepcionar e aquilo deu um nó na garganta da garota, que só foi aliviado quando, em alto e bom som, gritou para o Salão... LUFA LUFA. Tá, não estava junto dos amigos que falava há pouco, mas as palmas da Casa a animaram e andou rapidinho até lá. Quando viu que os colegas de Casa apontavam para trás dela, notou que pegadas amarelas e pretas ficavam marcadas por onde andava e sorriu para o Professor, que fingiu não reparar.

- Bem, meus caros, eis parte do destino de vocês traçados pelos próximos sete anos.

Sarah olhou para os amigos que agora estavam em mesas separadas. Sorriu para Jenni com o Lugh e apenas ergueu os ombros em sinal de pena para Daniel. Mas eles poderiam se ver nos corredores da escola, afinal de contas. Ainda assim, ela ficou um pouco triste e deve ter passado em seu olhar. Ele estava sendo, afinal, um garoto muito legal com ela desde que chegou. Então se virou para os outros próximos a ela.

- Oi, tudo bom? Eu sou a Sarah, muito prazer! Sou inglesa, filha de trouxas. Foi um choque, sabe? E vocês?

Off: Josh Nichoels e Gabrielle d'Abbeville ou alguém da Lufa, tô falando com vocês.
RPG: narração - fala - pensamento - outros - off


ImagemImagemImagemImagem
Imagem
█ ▌▐▌█▌▌▐▐▌▌███▐
status para ser diva : Autorizado.
Avatar do usuário
Sarah Burton
Com a Pedra Filosofal
Com a Pedra Filosofal
 
Mensagens: 98
Registrado em: 01/05/10, 17:36
Cash on hand: 455.00
Sexo: Feminino
Estado: SP
Casa: Lufa-lufa

Re: Baile de Abertura do Ano Letivo

Mensagempor Biaa Le Flay » 17/05/10, 15:32

Era primeira vez que conversava com os seus colegas e aquela situação era estranha para quem estava acostumada a viver sozinha naquele castelo. Porém, tinha que admitir, estava gostando de conversar com a Srta. Fuku, ela parecia ser bastante experiente e determinada.

Mais professores se aproximavam da mesa em que Biaa se encontrava, pena que nem todos ela deseja encontrar ali. O professor de DCTA, Ariel Ruthven, se enquadrava nessa categoria, um homem rude que tinha um ego maior que o castelo. Era admirável como ele tinha conseguido o cargo de professor. O homem falou algumas palavras com um tom de deboche para a Srta. Zaphyra.

A guarda-caças não resistiu e falou-lhe num tom suave e irônico.


-Ruthven, você não perde a chance de destilar o seu veneno, não é mesmo? -Dispensou o senhor ou professor propositalmente. Nunca falara com aquele homem, mas alguém precisava tomar alguma providencia.

Enquanto pronunciava essas palavras uma moça se aproximou apresentando como a bibliotecária do castelo.


-Boa noite Srta. Di Fiore. -Já conhecia a moça, lembrou que a encontra na floresta naquela terrível noite. -Espero que esteja bem Srta. e pronta para aproveitar o novo lar.

Para a sua surpresa, o Sr. Skuli também chegou. Não sabia por que estava surpresa, afinal ele já deveria está presente ali. Olhar aquele homem era reviver um passado não tão distante assim, aquele dia fatídico onde eles se encontraram diante do corpo sem vida da antiga professora de transfiguração, o único dia que sentiu medo em toda a sua vida. Essas lembranças fizeram o seu corpo estremecer e ela tentou disfarçar se sentando ao lado da Srta. Fuku.

O Diretor dera as boa vindas a todos como de praxe e a seleção finalmente iria começar. A guarda-caças olhou fixamente par a sua sobrinha Victoire, uma nova Le Flay em Hogwarts, esperava que a garota estivesse o mesmo destino que ela.
●๋•Chefe da Godric's Hollow ●๋
Dúvidas, Reclamações, Sugestões, Conversar sobre a melhor saga do mundo? Mande MP


~Gêmula da Deh Tonks~

Imagem
Find more details and items in the profil of the user

Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Click the icon to see the image in fullscreen mode  
1 pcs.
Avatar do usuário
Biaa Le Flay
Chefe Godric's Hollow
Chefe Godric's Hollow
 
Mensagens: 2004
Registrado em: 10/04/06, 15:12
Cash on hand: 10,200.00
Localização: Godric's Hollow
Sexo: Feminino
Estado: PE
Casa: Grifinória

AnteriorPróximo

Voltar para Arquivo de RPs

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron